3 curiosidades incríveis sobre planetas anões

3 curiosidades incríveis sobre planetas anões

Último Vídeo

O mês de agosto de 2006 foi marcado por uma grande transformação no nosso sistema solar. Após uma série de reuniões, a União Astronómica Internacional (IAU) decidiu que Plutão não poderia ser considerado um planeta por ser pequeno demais para pertencer a tal categoria.

Desde então, uma nova classe de corpos celestiais surgiu e eles são tão fascinantes quanto os oito planetas que circulam o Sol. Então, confira três das curiosidades mais incríveis sobre os planetas anões!

3. Ceres, o primeiro

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Apesar de ser o menor dos cinco planetas-anões do sistema solar, Ceres foi o primeiro planeta anão a ser descoberto. Localizado no cinturão de asteroides entre Júpiter e Marte, o astro é de longe o mais próximo da Terra entre seus irmãos.

Foi descoberto em 1801 pelo astrônomo Giuseppe Piazzi — mais de um século antes da descoberta de Plutão. Ceres possui apenas 950 km de diâmetro e massa de 0,015% do tamanho da Terra. 

Na realidade, Ceres é tão pequena que também é classificado como o maior asteroide do sistema solar.

2. A descoberta de Eris

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Em janeiro de 2005, a descoberta de Eris seria um dos primeiros passos para que Plutão tivesse sua categoria rebaixada. Considerado o maior planeta anão do sistema solar na época de seu descobrimento, tinha o diâmetro estimado entre 2,3 e 2,4 mil km, sendo 27% mais massivo que o antigo nono planeta.

Esse fato fez com que a IAU começasse a reconsiderar a sua definição de planeta. Entretanto, novas pesquisas em 2010 demonstraram que Eris, na realidade, era levemente menor que Plutão.

Apesar da massa não ter sido o único fator para que Plutão deixasse de ser um planeta, esse teria sido o início do fim. 

3. Planeta anão em forma de batata

(Fonte: Wikimedia Commons)
(Fonte: Wikimedia Commons)

Entre os cinco planetas anões do sistema solar, Haumea é de longe o mais peculiar de todos. Localizado no Cinturão de Kuiper, o corpo celestial possui um formato achato e que lhe dá um visual parecido com uma batata.

Seu formato é tão único que a força centrífuga do planetoide é extremamente forte. Em Haumea, um dia dura apenas 4 horas. Além disso, ele também é dono de suas próprias luas — Namaka e Hi’iaka — e anéis tais quais os que circulam Saturno.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.