Vulcão de gelo no Cazaquistão atrai turistas do mundo inteiro

Apesar de ser um dos lugares mais frios e inóspitos do planeta, as estepes geladas da região de Almaty, no Cazaquistão, têm atraído uma grande quantidade de turistas nos últimos tempos, para testemunhar um fenômeno incomum: um pequeno vulcão que, em vez de lava, jorra água constantemente.

Fonte: Alyasskat/Instagram/Reprodução
Fonte: Alyasskat/Instagram/Reprodução

Com imagens e vídeos viralizados na internet, a torre de gelo de 14 metros de altura, localizada entre as aldeias de Kegen e Shyrganak, no meio de um planalto totalmente coberto de neve, jorra um esguicho contínuo de água que, devido à temperatura local, se converte instantaneamente em gelo.

Fonte: Irina0328/Instagram/Reprodução
Fonte: Irina0328/Instagram/Reprodução

Quem chega ao lugar pela primeira vez, tem a impressão de que se trata de um vulcão em miniatura construído para chamar a atenção. Mas a visão, e a visitação ao local, já têm se tornado tão corriqueiras, que geraram uma onda de postagens nas redes sociais procurando uma explicação científica para o fenômeno.

Fonte: T. Taita Razova/Instagram/Reprodução
Fonte: T. Taita Razova/Instagram/Reprodução

Uma postagem recente no Instagram esclarece que o “vulcão de gelo” é na verdade uma nascente subterrânea que jorra água o ano inteiro. No verão, a fonte provoca uma floração verde por dezenas de metros ao seu redor. Mas, quando chega o inverno, com temperaturas abaixo de zero, a própria água congelada cria o cone de gelo em forma de vulcão que, em vez de prado florido, cria uma pista de gelo natural.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.