Filhote de morcego órfão é adotado pela melhor amiga da mãe

Durante uma pesquisa feita com morcegos-vampiros no Smithsonian Tropical Research Institute, no Panamá, os cientistas observaram um filhote de morcego órfão ser adotado pela melhor amiga de sua mamãe. Essa não foi a primeira vez que o comportamento de adoção foi observado na espécie e toda o processo foi registrado em vídeo por mais de 100 dias!

Os vídeos mostraram em detalhes como aconteceram as mudanças nas relações sociais, capturando desde a morte da mãe até seu acolhimento pela fêmea amiga.

A adoção

Os resultados do trabalho foram publicados na revista científica Royal Society Open Science. Segundo os pesquisadores, a adoção aconteceu em um período muito triste, logo depois do falecimento de Lilith, a mãe do filhote, após 19 dias do nascimento do filhote.

Então, outra fêmea que costumava passar muito tempo com a mamãe acolheu o filhote. As duas se encontraram pela primeira vez em cativeiro e formaram laços pelo compartilhamento de comida, o que é muito comum entre os morcegos-vampiros.

(Fonte: Smithsonian Tropical Research Institute/Reprodução)
(Fonte: Smithsonian Tropical Research Institute/Reprodução)

O objetivo do estudo era justamente descobrir como esses laços sociais eram formados. Para isso, morcegos de três regiões diferentes do Panamá foram capturados e colocados para conviver juntos. Então, eles perceberam que as sociedades de morcego começam a cuidar uns dos outros e compartilhar sua comida, sendo os dois fatores responsáveis pela proximidade.

(Fonte: IFL Science/Reprodução)

Os morcegos-vampiros precisam se alimentar todas as noites para sobreviver. Então, caso um deles não consiga encontrar sangue, ele pode se alimentar do sangue regurgitado por outro morcego. Dessa forma, todos sobrevivem juntos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.