Seja o primeiro a compartilhar

Os ursos realmente amam comer mel?

O Ursinho Pooh, Zé Colmeia e Balu, melhor amigo de Mogli, são alguns exemplos de personagens na televisão e nos cinemas que retratam um incrível amor dos ursos pelo mel. Mas será que essa obsessão tem algum fundamento? Todos os ursos do mundo realmente adoram comer mel? Esse é um mistério com vários desdobramentos.

Os açúcares naturais que vêm do mel são um bônus nutricional para diversas criaturas e seres vivos que habitam a natureza. Então, chegou a hora de descobrir se o mel é amado pelos seus benefícios nutricionais ou se cada urso realmente adora aproveitar seu sabor docinho e delicioso.

A dieta dos ursos

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

De maneira geral, os ursos são categorizados como animais onívoros. Isso significa que suas dietas consistem em grama, frutos, peixes, insetos e animais menores como os veados. A dieta de um urso costuma ser bastante diversa e varia dependendo da região onde ele habita.

Como a família de animais precisa de uma alta quantidade de proteínas para se manter saudável, é comum também que a dieta varie anualmente para se adaptar com o que cada estação tem a oferecer. Além disso, nem toda espécie se alimenta das mesmas coisas. Os ursos-de-óculos, por serem herbívoros, possuem mais tendência a comer mel do que os outros.

Os pandas, por outro lado, são uma espécie de ursos que basicamente só se alimenta de bambu. De acordo com pesquisas recentes, a maioria dos ursos costuma possuir algum grau de interesse no consumo de mel, mas os ursos-negros e os ursos-pardos são definitivamente os que mais amam.

Perseguição às colmeias

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Ao que os biólogos entendem, o interesse dos ursos pode não estar especificamente direcionado ao mel, visto que essas criaturas costumam se alimentar de uma colmeia inteira de uma só vez. Na verdade, é justamente através da colmeia, abelhas e larvas que vem junto do processo que eles absorvem a maior parcela de proteína.

Sendo assim, é provável que o mel seja apenas um extra em suas dietas do que uma refeição completa, o que não impede que os ursos sejam grandes pesadelos para os apicultores do mundo. Em 2018, mais de 370 colmeias de abelha foram destruídas por ursos ao redor da Finlândia e da Estônia. 

O estrago foi tanto que os governos tiveram que pagar aos fazendeiros cerca de U$ 143 mil (cerca de R$ 800 mil) para compensar pelas colmeias perdidas e pela produção de mel danificada!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.