Seja o primeiro a compartilhar

Lagarto tem método curioso para 'respirar' debaixo d'água

Um gênero lagarto americano chamou a atenção de pesquisadores em 2009 ao apresentar um comportamento de respiração bastante inusitado. Na época, os cientistas identificaram que seis espécies de lagartos Anolis desenvolveram uma técnica de respiração debaixo d'água nunca vista em vertebrados.

O método consiste em utilizar bolhas de ar expelidas durante a expiração para criar uma camada de proteção enquanto a criatura se mantém submersa. Esse ar, que permanece preso à pele do nariz em forma de bolha, pode então ser inalado novamente em um comportamento que a equipe denominou de "reinalação". 

Entendendo os lagartos

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Conforme descrito pelo estudo publicado na Current Biology, esse tipo de técnica respiratória só havia sido visto de maneira semelhante em espécies de artrópodes. Por outro lado, alguns dos lagartos dentro do gênero Anolis sempre apresentaram comportamento semi-aquático — dependendo de suas habilidades de mergulho para escapar de predadores.

Enquanto submergem, esses lagartos liberam uma bolha de ar para reinalá-la que poderá sustentá-los debaixo d'água por até 18 minutos. Os pesquisadores conseguiram comprovar que a bolha era utilizada para métodos respiratórios após relatarem que a quantidade de oxigênio presente dentro dela diminuía com o passar do tempo.

O maior segredo para essa técnica, entretanto, está na pele dessas criaturas. De acordo com os pesquisadores, os Anolis possuem uma estrutura hidrofóbica na pele. Por conta disso, os lagartos desenvolvem uma fina camada de ar sobre suas escamas quando realizam o mergulho. Posteriormente, esse ar é utilizado para a respiração submersa.

Inspiração para o futuro

(Fonte: Lindsey Swierk/Divulgação)(Fonte: Lindsey Swierk/Divulgação)

Estudar esse tipo de lagarto pode ser um tanto quanto complicado. Ao mínimo sinal de ameaça, eles saem correndo em direção a água e por lá permanecem por longos períodos escondidos. Esse recurso faz com que muitos predadores fiquem entediados e busquem outras opções em vez de esperar pelo fim da bolha de ar.

Por outro lado, os pesquisadores acreditam que essa descoberta possa ter um valor muito maior do que apenas acadêmico. Ao analisar as estruturas corporais utilizadas pelos lagartos para respirar debaixo d'água, é possível que os seres humanos consigam desenvolver novas técnicas de armazenamento de oxigênio para mergulhadores no futuro.

Porém, até que isso seja alcançado, uma série de testes e experimentos fisiológicos ainda precisariam ser conduzidos em ambiente de laboratório para comprovar a eficiência da replicação da "reinalação" em humanos. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.