Conheça 6 raças de cachorros nascidas na China

Apesar de todos os cães de alguma forma serem descendentes dos lobos, cada raça teve que passar por um processo evolutivo diferente até se tornar o que são hoje. Isso faz com que cada cachorro tenha uma trajetória única e extremamente ligada com seu local de origem.

Nesse ponto, os chineses foram responsáveis pela criação de várias das raças mais famosas nos tempos modernos e que são adoradas por milhões de pessoas. Confira seis raças de cachorro que nasceram na China e aprenda um pouco mais sobre a fascinante história de cada uma delas!

1. Pequinês

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

O Pequinês é uma raça de cachorro que foi desenvolvida especialmente para servir como animal de estimação da classe alta chinesa. Segundo a lenda, todos os cães dessa raça foram criados pelo grande Buda, que teria encolhido um leão para torná-lo uma criatura domesticável.

Essa raça chegou aos Estados Unidos em 1890 e desde então tornou-se uma das mais populares no planeta. São conhecidos por serem criaturas muito leais e carinhosas.

2. Shih Tzu

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

O Shih Tzu é outra raça vinda da China que tem uma aparência que vagamente lembra a de um leão. Assim como o Pequinês, esses cães foram criados em palácios para servirem de pets para a classe alta do país. Os criadores de Shih Tzu inclusive eram presenteados pela família real toda vez que conseguissem desenvolver um cão extrovertido e amável.

Podendo viver por quase 20 anos, essa raça tornou-se muito popular nos anos 1930 e é especialmente procurada por serem cães relativamente hipoalergênicos. 

3. Chow-chow

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Com sua notória língua azul, o Chow-chow talvez seja a raça de cachorro mais antiga do mundo todo. Artefatos encontrados sobre a Dinastia Han mostram que essas criaturas já perambulavam pela Terra desde 206 a.C. Naquela época, esses cães serviam como animais de estimação tanto para os nobres quanto para os camponeses.

Apesar de terem sido criados para viverem em palácios, desde então os espécimes dessa raça foram transformados em caçadores e pastores. 

4. Lhasa apso

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

A cabeleira comprida não é a única coisa que chama atenção no Lhasa apso. Essa é outra raça chinesa com história milenar, especificamente com origem nas montanhas do Himalaia. Originalmente, esses cachorros foram criados para servirem como cães de guarda para ficarem de vigia na entrada de palácios ou templos budistas.

Nos anos 1940, o então líder espiritual tibetano Dalai Lama chegou a desenvolver a tradição de dar vários desses cães como presente, o que provavelmente ajudou a aumentar a popularidade da raça pelo mundo.

5. Terrier tibetano

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Apesar do nome, o Terrier tibetano está longe de compartilhar qualquer característica com as outras raças de terrier difundidas pelo ocidente. Essa é outra raça com origem no Himalaia, o que explica seu casaco de pelos diferenciado e feito para aguentar as baixas temperaturas.

Essa é outra raça que foi altamente associada com algum Dalai Lama no passado e costuma viver entre 15 e 16 anos.

6. Puginês

(Fonte: Internet/Reprodução)(Fonte: Internet/Reprodução)

Com a ascensão de popularidade dos Pugs, uma nova raça tornou-se popular na China a partir dos anos 2000: o Puginês. Essa é de longe a raça mais nova de toda a lista, mas não significa que seja menos popular do que as demais.

Um fato interessante sobre esses cães é que ambas as raças que forneceram o material genético para sua criação — no caso, Pug e Pequinês — são derivadas do mesmo ancestral: o extinto Happa chinês. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.