Seja o primeiro a compartilhar

6 animais incríveis que ressurgiram depois da extinção

A natureza é repleta de animais incríveis, porém a interferência humana muitas vezes resulta no extermínio de algumas espécies. Mas, às vezes, algumas delas são reencontradas na natureza anos depois. Veja abaixo animais que reapareceram após terem sua extinção anunciada.

1. Aldabra Rail

Essa ave tem uma das histórias mais interessantes da natureza, já que passou por um processo chamado de evolução iterativa. Há milhares de anos, os Dryolimnas cuvieri migraram de Madagascar para um atol chamado Aldabra e lá, por não terem predadores, perderam a habilidade de voar. Porém, há 136 mil anos o atol foi inundado, causando a extinção da espécie. Mas, curiosamente, há 100 mil anos o nível do mar baixou e Aldabra voltou a ser habitável, então uma nova leva de Dryolimnas cuvieri migrou para lá e novamente os animais perderam a capacidade de voar, fazendo com que o Aldabra Rail ressurgisse mesmo após ser extinto.

2. Tagarela-de-sobrancelha-negra

Esse pássaro foi descrito pela primeira vez em 1850 na ilha de Bornéu. Porém, os ornitólogos haviam encontrado apenas um único espécime nessa ocasião. Depois disso, não houve mais avistamentos dele por 170 anos, o que levou os pesquisadores a considerá-lo extinto. Mas, em 2021, um cientista reencontrou a espécie na Indonésia.

3. Caranguejo de Serra Leoa

Caranguejo de Serra Leoa ficou desaparecido por décadas. (Fonte: Listverse)Caranguejo de Serra Leoa ficou desaparecido por décadas. (Fonte: Listverse)

Em 2021, o pesquisador Pierre Mvongo Ndongo saiu em busca dessa espécie de caranguejos que não era avistada desde 1955. Durante três semanas o cientista procurou nas florestas tropicais de Serra Leoa até que encontrou seis deles vivendo em buracos no meio da floresta. Os caranguejos africanos são bem diferente daqueles que vivem próximos da água, pois são mais coloridos, têm pulmões especiais e alguns até sobem em árvores.

4. Celacanto

Os cientistas acreditavam que esse peixe havia sido extinto há 66 milhões de anos junto com os dinossauros, porém, em 1938, ele foi reencontrado na costa leste da África do Sul. Eles possuem uma vida bastante diferente de outros animais, já que só começam a se reproduzir quando chegam aos 55 anos de vida. Além disso, possuem ossos nas nadadeiras, o que também é um indício de que eles podem ser um dos elos da evolução de animais marinhos para animais terrestres.

5. Tartaruga gigante de Fernandina

Os cientistas acreditavam que essa espécie de tartaruga havia sido extinta há mais de 100 anos. No entanto, uma expedição para as ilhas Galápagos em 2019 descobriu uma fêmea, que recebeu o nome de Fernanda em homenagem à ilha Fernandina. Outro espécime dessa tartaruga havia sido visto em 1906 e desde então não havia mais avistamentos. Fernanda tinha o casco diferente do indivíduo encontrado anteriormente, então foi preciso sequenciar o genoma dela para confirmar que se tratava da mesma espécie.

6. Salamandra Jackson

Salamandra foi encontrada por guarda da reserva. (Fonte: Listverse)Salamandra foi encontrada por guarda da reserva. (Fonte: Listverse)

Descoberta em 1975, essa salamandra estava na lista de animais extintos há mais de 40 anos, quando o pesquisador Carlos Vasquez, da Universidade de San Carlos, na Guatemala, resolveu buscar por ela. Foram mais de 3 mil horas na floresta e nada dela aparecer. Então, Vasquez reuniu os guardas da reserva onde ele estava fazendo as buscas, mostrou a eles fotos da espécie e explicou a importância dela. Assim, em outubro de 2018, o guarda Ramon León encontrou a salamandra enquanto patrulhava os limites da reserva, mostrando quão importante é a conscientização em relação a espécies em risco de extinção, ou já extintas.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.