Dois terços dos casos de câncer podem ter surgido por má-sorte
142
Compartilhamentos

Dois terços dos casos de câncer podem ter surgido por má-sorte

Último Vídeo

Quando uma pessoa recebe um diagnóstico de câncer, o mundo dela vai ao chão. E não demora muito tempo até que ela comece a se perguntar: "Onde foi que eu errei?". Sim, porque em qualquer lugar que a gente busque referências, sempre existe a informação de que essa doença pode ser causada por estilo de vida ou carga genética.

Porém, a revista Science publicou uma nova pesquisa mostrando que o câncer pode simplesmente ser uma má sorte que a pessoa teve. Isso mesmo! Mutações no DNA do indivíduo podem acontecer e, sem motivo algum, a doença pode se manifestar em qualquer ser. Um verdadeiro e assustador jogo de roleta-russa. 

O estudo

Os pesquisadores reuniram 31 tipos diferentes da doença e constataram que 22 delas — incluindo câncer no testículo, ovário, pâncreas, ossos e cérebro — são as mais propícias a acontecerem por causa das mutações no DNA. Isso ocorre de acordo com a velocidade da divisão celular: quanto mais rápido ela é feita, mais chances de se desenvolver o câncer.

Os outros tipos da doença, incluindo pulmão, colorretal e pele, estão mais voltados para os fatores ambientais e hereditários, como fumar, não usar protetor solar, beber em demasia, entre outros. Ou seja, o seu estilo de vida não será absolvido. Ele influencia — e muito — o surgimento do câncer em qualquer parte do corpo.

Resumindo: dois terços da doença ocasionados em adultos se deram por causa das tais mutações que acontecem pela divisão celular, e apenas um terço está relacionado ao modo de vida da pessoa — que é adicionado às probabilidades já existentes, aumentando as chances — ou genes defeituosos herdados dos seus antecedentes diretos. 

Explicação do especialista

Um dos pesquisadores envolvidos no estudo é Bert Vogelstein, professor da Escola Universidade de Medicina Johns Hopkins. Em entrevista para o The Guardian, ele disse: "Todos os cânceres são causados por uma combinação de má sorte, meio ambiente e hereditariedade, e nós criamos um modelo que pode ajudar a quantificar o quanto destes três fatores contribuem para o desenvolvimento da doença".

E continua: "Este estudo mostra que você pode adicionar ao seu risco de contrair câncer por fumar ou contrair outros modos prejudiciais de estilo de vida. No entanto, muitas formas da doença são devidas à má sorte de adquirir uma mutação em um gene, independente de como você vive ou fatores hereditários".

Vivendo melhor

O professor Bert Vogelstein acredita que, mesmo com essa pesquisa, a vida saudável deve ser mantida para evitar a doença. Por exemplo, pessoas que vivem por muitos anos mesmo fumando muito são abençoadas com bons genes e boa sorte, já que o tabaco é um dos principais causadores do câncer e não tem como tirar essa responsabilidade dele.

O biomatemático e coautor da pesquisa Dr. Christian Tomasetti, também da Universidade Johns Hopkins, acrescentou aos argumentos já apresentados: "Se dois terços da incidência de câncer é explicada por mutações aleatórias no DNA, mudar o nosso estilo de vida e hábitos pode ajudar na prevenção de certos tipos de tumores".

Segundo Vogelstein, a melhor maneira de chegar à cura é descobrindo precocemente o câncer, quando ele ainda pode ser removido através de uma cirurgia. Por isso, sabendo que muitas vezes você não tem controle sobre o surgimento da doença, vá ao médico sempre que possível e faça um check-up completo, já que a sua saúde é o que está em jogo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.