Prepare o kit-ressaca e confira as bebidas típicas de 10 países da Copa
64
Compartilhamentos

Prepare o kit-ressaca e confira as bebidas típicas de 10 países da Copa

Último Vídeo

A Copa do Mundo está para começar e, se você não garantiu os ingressos para os jogos, é bem provável que você assista a pelo menos alguns deles com os amigos em um bar, não é mesmo? E, já que estamos falando de bar, todo mundo sabe que a caipirinha é a bebida brasileira mais conhecida pelos estrangeiros, assim como a sangria é famosa por ser a típica dos espanhóis, a vodka a dos russos, a tequila dos mexicanos, a cerveja dos alemães e o saquê a dos japoneses.

Mas e em países como Portugal, Uruguai e Chile, você sabe o que se bebe por lá? Assim, caro leitor, convidamos você para enriquecer o seu repertório de curiosidades alcóolicas conhecendo um pouco mais sobre as bebidas típicas de alguns times que participarão do mundial. Já preparou o seu “kit-ressaca”?

1 – Irã

Arak

Trata-se de uma bebida destilada — com teor alcóolico entre 50 e 63% — e transparente feita à base de anis e bebericada com bastante gelo e água. Aliás, o Arak também é muito popular em outros países além do Irã, como é o caso da Turquia, Líbano, Israel e Síria, e ele é preparado misturando-se 1/3 da bebida com 2/3 de água, ficando com um aspecto leitoso depois de pronto.

2 – Holanda

Jenever

O Jenever é considerado como uma espécie de “avô” do gin, já que se acredita que a famosa bebida surgiu a partir dele. Produzido apenas na Holanda e na Bélgica e em poucas províncias da França e Alemanha, o Jenever tem o sabor parecido ao da vodka e foi desenvolvido por um químico holandês no século 16.

3 – Grécia

Ouzo

Também conhecida como “uzo”, esta popular bebida grega, assim como o Arak, é feita à base de anis e também é saboreada misturada com água e gelo. Mas não se deixe enganar pelo aspecto leitoso do Ouzo depois de preparado, pois seu teor alcóolico está entre 37 e 50%!

4 – Chile

Pisco

Também famoso no Peru, o Pisco é uma aguardente feita à base de uva e com teor alcoólico variando entre 30 e 50%. Ele também é ingrediente de um coquetel muito famoso, o “Pisco Sour”, preparado com suco de limão, açúcar e clara de ovo.

5 – Itália

Grappa

Com teor alcóolico variando entre 37,5 e 60%, a Grappa é uma aguardente feita a partir do bagaço de uvas e foi criada para evitar o desperdício desse subproduto resultante da fabricação de vinho.

6 – Uruguai

Medio y Medio

O Medio y Medio, bebida típica do Uruguai, consiste em uma mistura de vinho branco seco e espumante que antigamente era feita artesanalmente no Mercado do Porto, localizado em Montevidéu. No entanto, hoje em dia existem outras variações feitas com vinho rosé e tinto.

7 – Croácia

Rakija

Considerada como bebida tradicional não só da Croácia, mas de toda a região dos Balcãs, a Rakija possui teor alcóolico que varia de 40 a 60% e é produzida através da destilação de frutas como a uva, a ameixa e o damasco. Também existem variedades feitas à base de maçã, pêssego, figo e pera, por exemplo, embora essas versões sejam menos comuns, e há quem misture à bebida ingredientes como o mel, nozes, ervas aromáticas ou cerejas amargas.

8 – Suíça

Absinto

Não que o absinto seja um desconhecido, mas, graças ao seu teor alcóolico absurdo oscilando entre 40 e quase 90%, achamos que ele merece um lugarzinho nesta lista. Bebida destilada à base de losna, anis, funcho ou outras ervas, ela foi desenvolvida na Suíça para ser usada como remédio no século 18. E o jeito tradicional de preparar o absinto não envolve o fogo: uma dose é misturada com água despejada sobre um torrão de açúcar. Veja:

9 – Portugal

Ginjinha

Essa bebida de nome simpático é um licor produzido a partir de uma fruta chamada ginja — Pronus cerasus —, parecida com a cereja. A ginjinha é bastante popular e normalmente é servida “com elas” ou “sem elas”, ou seja, acompanhada de frutas curtidas no fundo do copo ou simplesmente pura.

10 – Coreia do Sul

Soju

Bebida destilada proveniente da Coreia do Sul, o soju é tradicionalmente produzido à base de arroz e seu sabor lembra o da vodka, embora seja um pouquinho mais adocicado. Desenvolvido por volta do século 14, seu teor alcoólico oscila entre 20 e 45%, e hoje em dia o soju também é produzido — e até enriquecido — com outros vegetais ricos em amido, como a cevada, batata-doce, trigo e mandioca.

***

E você, caro leitor, conhecia todas as bebidas que mencionamos na matéria acima? Além das mais comuns — como a grappa, a caipirinha, a sangria, o saquê e a vodca —, você já experimentou alguma delas? Conhece mais bebidas típicas desses países dos quais falamos ou até de outros que participarão da Copa Mundo? Não deixe de contar para a gente nos comentários!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.