(Fonte da imagem: Reprodução/CRACKED.com)

Existem pelo mundo inúmeras tradições populares que, quase sempre, nos surpreendem. De belas a bizarras, muita gente nem sabe direito de onde é que surgiram, participando delas simplesmente pelo fato de fazerem parte da cultura local. Foi pensando nisso que o pessoal do site CRACKED.com decidiu fazer uma lista com alguns dos festivais mais malucos que existem por aí.

Selecionamos três dos mais estranhos. Confira a seguir:

Clube da luta boliviano

(Fonte da imagem: Reprodução/CRACKED.com)

Este clube da luta improvisado, conhecido como Tinku, ocorre todos os meses de maio em algumas regiões da Bolívia. Embora pareça uma simples desculpa para socar um vizinho desagradável ou acertar as contas com alguém, o Tinku, na verdade, tem origens religiosas pagãs.

O festival homenageia Pacha Mama — a Mãe Terra —, derramando sangue no solo para assegurar uma boa colheita durante o ano. E, quanto mais sangue, melhor. Apesar de no passado ser comum derramar todo o sangue de alguém, hoje em dia as brigas contam com supervisão de policiais, que separam os lutadores depois que a primeira gota de sangue é derramada.

A batalha das laranjas

O festival de Ivrea, na Itália, reúne milhares de pessoas que fazem uma verdadeira laranjada pelas ruas da cidade. A tradição surgiu em 1194, quando o governante local, o tirânico Conde Rainieri di Biandrate, firmou uma lei que lhe garantia o direito de passar a noite de núpcias com qualquer donzela recém-casada.

Entretanto, ao contrário dos belicosos escoceses — você se lembra de “Braveheart”? —, os italianos enfurecidos não criaram uma revolta nacional, mas partiram com pedras em punho para protestar contra o conde tarado.

Hoje em dia, como a Itália ultrapassa a sua cota anual de produção de laranjas, essas são as armas utilizadas pelos moradores de Ivrea para ajudar a eliminar o excedente. Afinal, quem preferiria laranjas mais baratas em vez de poder acertar alguém com elas?

Haxey Hood

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia)

Este festival ocorre no vilarejo de Haxey, na Inglaterra, e conta com mais de 700 anos, consistindo em levar uma espécie de taco de couro — o Hood — a um dos pubs locais — normalmente, o que distribuiu a maior quantidade de cerveja de graça. E qual é a dificuldade nisso, você deve estar se perguntando.

Na verdade, levar o Hood não é tão simples assim. Quem estiver com o taco na mão deve ser empurrado, puxado e arrastado ao pub por uma multidão enlouquecida — e bêbada, claro! Além disso, não é permitido correr nem atirar o Hood, e os participantes brigam para segurar o artefato nas mãos.

E você, leitor, conhece algum festival inusitado também?

Fonte: CRACKED.com