1. Faça treinos intensos, mas sem aniquilar seus músculos

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, a dor — durante ou após os treinos de musculação — não é um sinal confiável de progresso. Existe uma linha muito tênue entre aumentar a carga e detonar o seu corpo ao ponto de prejudicar a sua capacidade de recuperação. Portanto, se você sente frequentes dores musculares, fique atento: seu corpo pode, na verdade, estar pedindo ajuda. 

2. Horas de descanso devem ser priorizadas

Quem pratica regularmente exercícios voltados para o ganho de massa magra sabe que uma boa noite de sono deve ser encarada como prioridade para que resultados satisfatórios sejam alcançados. Dormir 8 horas por dia, no mínimo, é essencial para a construção dos músculos e para manter em plena atividade as funções orgânicas e neurológicas do corpo. Noites maldormidas não somente atrapalham a recuperação das fibras musculares, mas também têm efeito direto na performance do treino.

3. É essencial alimentar-se bem antes de treinar

Se as pessoas que investem altas quantias de dinheiro na suplementação pós-treino dedicassem a mesma atenção à refeição feita antes de ir para academia, os resultados desejados seguramente aconteceriam muito mais depressa. O objetivo da refeição pré-treino é fornecer ao corpo energia suficiente para aguentar a imensa perda calórica que acontece durante a malhação. Portanto, para assegurar uma boa performance nesse momento, faça a ingestão de alimentos ricos em proteínas de alta qualidade e carboidratos complexos pelo menos 1 hora e meia antes de treinar.

4. Evite se estressar por coisas pequenas

Pode parecer estranho, mas a saúde emocional está estreitamente ligada aos resultados de ganho de massa muscular.  Obviamente, algumas situações estressantes são impossíveis de serem evitadas; mas é preciso administrar a tensão nos momentos em que temos condições de controlá-la. Em suma, não esquentar a cabeça faz bem tanto para a alma quanto para o corpo.

 

5. Nenhum corpo cresce ingerindo só batata-doce e frango grelhado

Engana-se quem pensa que basta ingerir fontes de proteínas, como o frango grelhado, e carboidratos de baixos índices glicêmicos, como a batata-doce, para atingir a hipertrofia. Muito pelo contrário: o ganho de massa magra depende também da ingestão de outros tipos de alimentos, tais como frutas, verduras, legumes e gorduras boas. Portanto, não foque sua dieta em apenas um grupo nutricional; pense na sua alimentação como um todo formado por pequenas partes.