Fotógrafo viaja 25 mil quilômetros para retratar os povos da Sibéria
221
Compartilhamentos

Fotógrafo viaja 25 mil quilômetros para retratar os povos da Sibéria

Último Vídeo

Com uma área maior do que o Brasil, a Sibéria é considerada um dos lugares mais inóspitos e extremos da Terra. E não é para menos: esta região russa pode, nos invernos mais rigorosos, registrar temperaturas inferiores a -50° C. Ser mandado para lá era considerada a pior das punições no século 19, tempo dos czares russos, e no século 20, durante a União Soviética, já que o seu isolamento geográfico impedia qualquer plano de fuga.

No entanto, esta região que ficou conhecida como “prisão sem muros” não se resume apenas à sua função penitenciária: ela também possui culturas humanas milenares, que souberam se adaptar às condições climáticas hostis e que mantêm vivas tradições dos seus antepassados. Esta diversidade pouco conhecida levou o fotógrafo Alexander Khimushin a percorrer 25 mil quilômetros até os rincões da maior nação da Terra.

Através de um projeto chamado The World in Faces, Khimushin dá visibilidade aos moradores das regiões mais remotas do planeta. Ele já percorreu 84 países ao longo de 9 anos e chegou à conclusão de que são as pessoas a parte mais incrível das localidades que conheceu. A seguir, você confere o resultado das suas andanças pela Sibéria, onde ele fotografou os povos indígenas que habitam a região:

 

1. Jovem da etnia Ulchi, que habita o extremo leste da Sibéria; o dialeto local conta com cada vez menos falantes e pode desaparecer em pouco tempo

guerreiro

2. Menina da tribo Nanai, comunidade xamanista que acredita ter condições de banir espíritos malignos invocando as suas divindades

camponesa

3. Garota da etnia Dolgan, povo originalmente nômade tradicionalmente envolvido com a caça e o pastoreio de renas

Uma garota usando um chapéu

4. Homem do povo Udege, que habita o extremo leste da Rússia, em uma região conhecida como Primorsky Krai

homem

5. Mulher da tribo Ulchi, com vestimenta tradicional feita com escamas de peixe

tribo Ulchi

6. Xamã de uma localidade chamada Buriácia, ao norte da Mongólia

Buriácia

7. Criança sorridente montada em uma rena, às margens do rio Timpton, um dos mais extensos do país

Um cervo perto de uma vaca

8. Pastor de renas aposentado da tribo Evenki, retratado com seu cachorro; estima-se que existam 35 mil membros desta etnia vivendo no norte da Rússia

Evenki

9. Vestida com trajes tradicionais, esta menina faz parte da comunidade Soyot, que habita a região da Buriácia

Uma mulher usando um chapéu

10. Criança da etnia Evenki, coberta de peles e joias; sua tribo fica na região de Iacútia, no nordeste do país, onde já foi registrada a temperatura de -71,2° C

etnia Evenki

11. Homem da tribo Buryat, o maior grupo indígena da Sibéria, com mais de 500 mil de pessoas

Um pé de ovelhas na neve

12. Jovem de uma aldeia localizada da região de Iacútia fotografada com seus trajes de casamento

Iacútia

13. Senhora da etnia Semeyskie, que possui uma rica história de música e dança tradicionais

Alguém usando um chapéu azul

14. Jovem da comunidade Yukagir, do nordeste da Sibéria, evidentemente feliz com suas novas luvas de pele

Yukagir

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.