Bobos da corte: a tolice como técnica de inteligência

Bobos da corte: a tolice como técnica de inteligência

Último Vídeo

Com um dos trabalhos mais antigos da humanidade, os bobos da corte atingiram as principais culturas que existiram na história. Eles eram os responsáveis pelo divertimento da população e serviam principalmente os chefes de governo, fossem eles reis, imperadores ou faraós. Contudo, foi a partir da Era Medieval, ocorrida nos países ocidentais, que eles começaram a se enquadrar ao papel que conhecemos até hoje.

Existem duas categorias de bobos da corte: os “tolos licenciados” e os “tolos naturais”. Cada um apresenta suas singularidades e características, mas no geral, o principal aspecto que os difere é o fato dos naturais apresentarem algum tipo de deficiência, principalmente mental. E apesar de muitos pensarem o contrário, os bobos da corte eram muito inteligentes, criativos e talentosos, já que precisavam sempre se reinventar para entreter seu público.

Vestuário

No geral, o vestuário dos bobos da corte é bem específico ao cargo, porém existem algumas variações. Os chamados “tolos licenciados” utilizavam as famosas roupas coloridas, muitas vezes confeccionadas a partir de retalhos, mas com certo requinte. Além disso, em suas cabeças eram colocados chapéus pontudos e coloridos. Vez ou outra usavam orelhas e rabo de burro.

Já os “tolos naturais” muitas vezes não utilizavam roupas tão características. Em seu lugar, vestiam roupas habituais do cotidiano, que qualquer outra pessoa da corte usava, fator tal que distinguia um pouco esse grupo do outro.

(Fonte: Pixabay)
(Fonte: Pixabay)

Descrição do cargo

Os bobos da corte tinham a função de basicamente divertir a corte e seu senhor e/ou chefe sempre que lhe fosse solicitado e da forma que desejassem. Essa atividade era desempenhada tanto em banquetes e eventos, como em outros momentos variados, sendo considerados grandes companheiros de seus líderes.

Entretanto, eles ainda podiam receber outras tarefas adicionais, sendo elas domésticas, como mensageiros em campos de batalha e, algumas vezes, eram também encarregados de entreter as tropas. Além disso, os bobos da corte eram muito diplomáticos e ajudavam seus mestres a observar algum tipo de loucura nos planos a que eram submetidos.

Compensação pelos serviços

A recompensa oferecida aos bobos da corte era muito variada, tendo em vista que alguns deles recebiam remuneração regular e outros não. Mas de maneira geral, eram muito bem acolhidos e recebidos em relação às suas necessidades diárias, como roupas, comida e abrigo. Além disso, muitos deles conquistavam terras, títulos e valores monetários, aproveitando as suas posições ao lado dos grandes governantes.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.