Homem na Bélgica recebe pizzas que nunca pediu há quase 10 anos

Homem na Bélgica recebe pizzas que nunca pediu há quase 10 anos

Último Vídeo

O cidadão Jean Van Landeghem de 65 anos, morador de Turnhout, uma cidade da província belga da Antuérpia, recebe regularmente pizzas entregues em sua casa há quase dez anos. O que torna curioso esse fato, no entanto, é que ele jamais pediu nenhuma delas.

A princípio, ele não reclamou pensando se tratar apenas de uma confusão de endereço ou do próprio entregador. Porém, com o passar do tempo a situação foi se tornando "pior", pois outros tipos de alimentos, como kebabs ou pittas, espetinhos e pães árabes, também começaram a aparecer

Logicamente, Van Landeghem nunca teve de pagar por essas entregas, não apenas porque não solicitou, mas também porque sempre se recusou a recebê-las. Porém, ter sistematicamente um bando de pessoas batendo na sua porta em diversas horas do dia — e também da noite — para entregar coisas não pedidas foi se tornando uma experiência bem incômoda.

Reconstituindo sua primeira experiência de recebimento de "pizzas fantasmas", o belga descreve: “Começou há nove anos. De repente, um entregador de pizza veio me entregar um montão de pizzas. Mas eu não tinha pedido nada ”.

Uma conspiração?

Em entrevista ao jornal holandês Het Laatste Nieuws, Van Landeghem descreve o seu calvário gastronômico: “Pode ser em um dia de semana ou nos finais de semana e a qualquer hora do dia", diz o homem, que já chegou a receber encomendas não solicitadas às duas horas da manhã.

O mais bizarro sobre este evento é que um amigo de Jean, morador de uma cidade vizinha, experimentou um problema parecido que teve início exatamente no mesmo período em que as entregas começaram para ele. Isso os fez acreditar se trata de uma espécie de pegadinha bolada por algum "amigo" ou conhecido em comum.

Os dois chegaram até a combinar de se comunicarem na hora das entregas e perceberam que elas ocorrem nas duas cidades exatamente nas mesmas horas.

Devido a essa possível intencionalidade, os dois recebedores compulsórios de pizzas entraram com uma queixa no departamento de polícia das duas cidades. Porém, Van Landeghem reconhece que não há um empenho das autoridade em resolver o caso e que, para usar uma expressão brasileira, tudo sempre acaba em pizza!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.