Gato traficante de heroína foge de prisão no Sri Lanka

Gato traficante de heroína foge de prisão no Sri Lanka

Último Vídeo

Um gato que se encontrava detido numa prisão de segurança máxima em Welikada, subúrbio de Colombo no Sri Lanka, sob suspeita de contrabandear drogas para os detentos, conseguiu escapar das autoridades conforme divulgado na mídia local. 

O delinquente felino havia sido apanhado na semana passada com uma pequena sacola suspeita em sua coleira, onde guardas atônitos encontraram duas gramas de heroína, dois chips de celular e um cartão de memória.

a"Põe o meliante na tela!" (Fonte: Sri Lanka Police/AFP via Getty Images)

A polícia suspeita que os traficantes de drogas que treinaram o gato para atuar como "mula" fazem parte de um esquema ligado a um criminoso de alta periculosidade chamado Angoda Lokka.

Para complicar as investigações, Lokka, que vinha sendo procurado há mais de dois anos, morreu de parada cardíaca segundo as autoridades. Seu corpo foi encontrado sendo cremado ilegalmente por um casal, um homem de 30 anos e uma mulher de 19, também responsáveis por falsificação de documentos.

A fuga astuciosa do gato

Gatos são animais ardilosos (Fonte: Giphy)Gatos são animais ardilosos (Fonte: Giphy)

Embora as leis do Sri Lanka não deem respaldo para a prisão de animais, a polícia resolveu deter o felino interceptado em flagrante delito na esperança de que o animal os levasse ao esconderijo dos contrabandistas. 

No entanto, os gatos são animais ardilosos e, tão logo deixado sozinho na sala de interrogatório enquanto policiais buscavam comida para alimentá-lo, o gatuno saiu por uma janela e escapou através de uma cerca, dirigindo-se a local incerto e não sabido.

Na sequência das investigações, a polícia invadiu uma propriedade de um cúmplice do falecido Lokka, onde apreendeu uma carabina de ar comprimido, munição e uma águia, possivelmente também funcionando como "mula" no fornecimento de drogas, porém por via aérea. 

As autoridade prisionais do Sri Lanka têm se preocupado com o crescente número de pessoas que tentam contrabandear drogas, celulares e carregadores para os presídios nas últimas semanas, supostamente para vender aos detentos.

Apesar da repercussão internacional, a polícia fez uma declaração oficial afirmando que não organizará uma força-tarefa para capturar o "narcogato".

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.