Homem usa saias e saltos e mostra que roupas são para qualquer um

Homem usa saias e saltos e mostra que roupas são para qualquer um

Último Vídeo

A noção de que roupas estão conectadas a um gênero específico tem se tornado obsoleta com o passar dos anos, com muitas lojas e celebridades desafiando este conceito. E Mark Bryan, um engenheiro robótico norte-americano vivendo na Alemanha, provou que saias e saltos são para qualquer um, utilizando as peças para trabalhar, passear e até ficar em casa.

(Fonte: Mark Bryan/Reprodução)
(Fonte: Mark Bryan/Reprodução)

“Eu me visto assim por que posso. Só para ser diferente. Sempre admirei as mulheres que usavam saias justas e saltos altos. Não sexualmente, mas o poder que elas apresentavam. Não me visto para ser sexual, mas sim como qualquer profissional o faria. Para mim, as roupas não têm gênero. Prefiro saias aos vestidos, pois eles não permitem misturar os gêneros. Prefiro um visual ‘masculino’ acima da cintura e um visual sem gênero na parte de baixo”, afirmou Bryan.

(Fonte: Mark Bryan/Reprodução)
(Fonte: Mark Bryan/Reprodução)

Mark explicou que suas inspirações para usar estas roupas estão ligadas com as opções de moda, e que as calças masculinas muitas vezes não possuem variedade de cores, sendo bem sem graça. E seguindo o velho ditado “as roupas fazem o homem”, ele disse se sentir mais confiante e poderoso se vestindo de forma não conformativa, e que isso lhe deu mais força para lidar com as pressões do trabalho.

(Fonte: Mark Bryan/Reprodução)
(Fonte: Mark Bryan/Reprodução)

Quanto a reação da família, o americano afirmou que é tudo muito tranquilo. Está casado e feliz há 11 anos, e sua esposa o ajuda com sugestões de quais saias caem melhor, enquanto sua filha adoraria poder pegar os sapatos emprestados.

(Fonte: Mark Bryan/Reprodução)
(Fonte: Mark Bryan/Reprodução)

Ele também explicou que mulheres na faixa dos 30 a 40 anos tendem a curtir seu visual, enquanto os homens fazem comentários ou perguntas, mas sem elogios.

(Fonte: Mark Bryan/Reprodução)
(Fonte: Mark Bryan/Reprodução)

“Pense em uma pessoa com cabelo verde brilhante. A cor não é normal. Você olha para cima e vê essa pessoa, sua mente diz que é alguém com cabelo verde, você pensa que isso é estranho ou interessante, e volta a fazer o que você estava fazendo. Acredito que seja a mesma coisa quando as pessoas me veem de saia e salto”, comentou o engenheiro.

(Fonte: Mark Bryan/Reprodução)
(Fonte: Mark Bryan/Reprodução)

E para finalizar, Bryan deu conselhos para aqueles que gostariam de tentar usar essas peças, mas não se sentem confiantes: “Você não pode ter medo. Algumas pessoas são como animais, atacam os fracos. Tenha confiança e mostre ao mundo que não tem medo e ninguém vai incomodá-lo”.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.