Maior acumulador britânico tinha tesouro de 5 milhões de dólares

Maior acumulador britânico tinha tesouro de 5 milhões de dólares

Último Vídeo

O programador de computadores Ramann Shukla herdou o título de “maior acumulador britânico” depois da sua coleção de itens acumulados em várias casas e garagens ter sido avaliada em aproximadamente US$ 5,2 milhões (cerca de R$ 30 milhões).

Shukla, que faleceu aos 64 anos ainda em 2020, deixou em vida uma casa de três quartos, um apartamento alugado, duas garagens e 24 latas de lixo lotadas de mais de 60 mil utensílios os quais ele coletou durante os últimos 20 anos.

Herança ‘acumulada’

(Fonte: Lincoln Unique Auctions)
(Fonte: Lincoln Unique Auctions)

Depois do homem ter falecido repentinamente por causa de um ataque cardíaco, seu irmão foi pego de surpresa ao descobrir que a casa de Ramann havia sido convertida em um armazém para os mais variados itens do mundo, alguns ainda dentro do pacote de correspondência.

Segundo o tabloide britânico The Sun, acredita-se que o homem tinha planos de vender todos os seus bens para estabelecer seu fundo de aposentadoria, mas infelizmente faleceu antes de conseguir tirar o planejamento do papel.

O acumulo de itens alcançou um nível tão compulsivo que Shukla, apesar de morar sozinho, decidiu se mudar para uma pousada apenas visando abrir espaço em mais um quarto da casa para armazenar seus bens. 

Foi preciso uma equipe de oito homens e três vans trabalhando durante 180 horas por seis semanas consecutivas para mover os itens de Nottingham para um armazém de leilões em Lincoln. Além disso, mais 18 pessoas trabalharam para embrulhar todos os objetos.

Coleção eclética

(Fonte: Lincoln Unique Auctions)
(Fonte: Lincoln Unique Auctions)

A coleção do acumulador britânico possuía itens de diversas categorias diferentes. Entre eles: 60 mil gibis antigos, 4 mil livros raros, 12 guitarras Rickenbacker dos anos 1960 e 1970, fotos e cartas assinadas pelo ex-presidente dos EUA John F. Kennedy, Winston Churchill, Gandhi e Elvis Presley.

O funcionário da Unique Auctions, onde os itens serão leiloados, Terry Woodcock se mostrou chocado com tamanha coleção. “Eu conheci o irmão do homem e ele estava tão surpreso quanto eu. Ele não fazia ideia que seu irmão vivia assim. Eu não entendo como Ramann conseguiu pagar por tudo isso e seu irmão também não”, comentou para o The Sun. 

Segundo os vizinhos de Shukla, havia vezes em que uma van entregava dezenas ou até mesmo centenas de itens de uma só vez a cada sexta-feira desde, pelo menos, 2002.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.