5 criminosos que usaram brinquedos para cometer atos desprezíveis

5 criminosos que usaram brinquedos para cometer atos desprezíveis

Último Vídeo

Para uma mente criativa e mal intencionada, qualquer coisa pode ser utilizada como item de depravação e ameaças, inclusive um brinquedo de criança. Diversos casos ao redor do mundo colocam os itens como protagonistas de situações bizarras, fazendo com que passem a ser relacionados com atitudes suspeitas e tenham sua ideia infantil deturpada.

Conheça abaixo 5 criminosos que se aproveitaram de brinquedos de todos os tipos para saciar seus desejos sinistros.

1. William “Bill” Philippi

(Fonte: Listverse / Reprodução)
(Fonte: Pinterest/Reprodução)

O simpático dono da Toys ‘N More, Bill Philippi, de 85 anos, foi acusado de assediar uma cliente de 11 anos por mais de um ano, fato que comoveu amplamente a comunidade local. Após o vazamento da notícia, alguns acreditavam na inocência do idoso, enquanto outros julgavam que aquilo havia ocorrido outras vezes com mais crianças. Bill acabou sendo acusado por cinco eventos de abuso sexual e dois de estupro.

2. Amy Zielinski

(Fonte: Listverse / Reprodução)
(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Levando os assaltos com simulacros para outro nível, Amy Zielinski decidiu atacar uma delegacia policial utilizando uma pistola de água, voltando outra vez para o local em menos de 15 minutos para investir sobre um vendedor de nozes nas proximidades. Decidida a virar notícias sensacionalista, a moça estava já em um terceiro assalto no mesmo dia, quando foi flagrada por uma patrulha que identificou o carro da criminosa.

3. Jose Vaszquez

(Fonte: Listverse / Reprodução)
(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Disfarçado de Woody, de Toy Story, José Vaszquez se aproveitou da aproximação de mulheres para apalpá-las e agredi-las, acreditando ser possível se esconder com a identidade secreta. Após inúmeras acusações, o xerife falsificado foi preso por má conduta sexual e abusos.

4. Andri Lynn Jeffers

(Fonte: Listverse / Reprodução)
(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Ao tentar roubar um posto de gasolina em Yavapai, Arizona, Andri Lynn Jeffers alegou que possuía uma bomba embaixo do suéter. Mesmo temerosos pelo volume nas roupas da mulher, os funcionários não cederam e negaram encher a bolsa da criminosa com o dinheiro do caixa. Aceitando a derrota, Jeffers escapou do local, mas acabou sendo capturada pela polícia, e mais tarde alegou que a “bomba” era apenas um pinguim de pelúcia.

5. Gonzalo Carreno Nieto

(Fonte: Listverse / Reprodução)
(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Durante um voo colombiano de Medelín a Bogotá, Gonzalo Carreno Nieto, de 43 anos, rendeu todos os passageiros ao afirmar que possuía uma doença terminal, exigindo US$ 100 mil (cerca de R$ 537 mil) para viver seus últimos dias em Cuba. Posteriormente, o rapaz conseguiu escapar do avião, mas foi encontrado poucas horas depois segurando uma granada de brinquedo que utilizou para atuar como terrorista.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.