27
Compartilhamentos

Mulher quebra recorde de maior cabelo afro do mundo

A marca de maior cabelo afro do mundo pelo Guinness, o Livro dos Recordes, foi quebrada recentemente por Simone Williams, uma residente do Brooklyn, em Nova York, nos Estados Unidos. Após a análise dos jurados, as medidas dos cachos da nova-iorquina alcançaram a impressionante marca de 1,48 metro de comprimento.

Segundo Simone, a cabeleira começou a ser cultivada aos 9 anos em uma tentativa de poupar o dinheiro das idas aos salões de beleza. A mulher se mostrou bastante impressionada com seu feito e garantiu nunca ter imaginado que um dia alcançaria o posto de “maior black power feminino” do mundo todo.

Período de transição

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Simone Imaani (@simonerellbess)

Apesar da marca histórica, nem sempre foi fácil para a norte-americana “abraçar” seus belos cachos encaracolados. Por muito tempo, Simone preferiu alisar seus cabelos e admitiu ter sofrido com o processo de transição entre uma fase e outra, visto que ela não tinha ideia de como cuidar corretamente da textura natural dos fios.

Eventualmente, a mulher se acostumou com os cachos e passou a ficar muito mais feliz com os comentários e elogios ao seu “volumoso afro natural”. A decisão de quebrar o recorde do Guinness surgiu após Williams ter lido a respeito de Aevin Dugas, antiga detentora do título de “maior afro” com 1,32 metro de comprimento e fonte de inspiração para diversas mulheres negras.

“Na época, eu não achava que meu cabelo estava sequer próximo do comprimento do dela, ela era como uma meta de vida! Então, fiquei muito feliz de ver que ela era reconhecida e de ver que outros também poderiam ser reconhecidos pelos seus cabelos afro”, disse em entrevista ao Guinness Records. 

Empoderamento negro

Agora detentora do maior cabelo afro do mundo, a norte-americana enxerga em seus incríveis cachos uma ótima maneira de celebrar seus antepassados e de representar um símbolo de liberdade e libertação do povo afro-americano. Apesar de ser um pouco difícil de usar chapéus e outros acessórios na maioria das vezes, Simone garante que hoje sente orgulho de sua aparência.

“Por muitos anos, as mulheres negras têm usado seus cabelos naturais como símbolos de liberdade e eu agora também sinto essas mesmas coisas e a confiança de caminhar pelas ruas esbanjando meu afro natural”, pontuou Williams.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.