Seja o primeiro a compartilhar

'Minicasas' prometem ser solução para moradores de rua nos EUA

Há algum tempo a cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, tem vivenciado um drama humanitário que fez com que a população de moradores de rua aumentasse na região. Para lidar com essa situação, a ONG Hope of The Valley decidiu construir minicasas para ajudar os indivíduos que atualmente estão em situação de vulnerabilidade.

Inicialmente, o projeto desenvolveu duas vilas com domicílios coloridos distribuídas em duas partes distintas do município. As comunidades foram construídas para servirem como lar temporário para alguns sem-teto, além de contar suporte psicológico profissional e ações de conscientização contra o uso de drogas. 

Reabilitação de moradores de rua

(Fonte: Brittany Chang/Insider)(Fonte: Brittany Chang/Insider)

O programa desenvolvido pela Hope of The Valley foi elaborado de forma que os residentes das minicasas encontrem um lar permanente ao fim da sua estadia na comunidade. Por isso, as casas são oferecidas somente pelo período de três meses, o qual a ONG julgou ser tempo suficiente para que a pessoa se reorganize.

Após o período de 90 dias, existe a possibilidade do residente conseguir três meses adicionais de estadia que dependem da avaliação profissional sobre seu progresso. As duas comunidades inaugurais estão a cerca de três quilômetros de distância uma da outra e foram criadas com apenas dois meses de diferença.

No total, a ONG oferece 143 minicasas e 275 camas para os moradores de rua. Como a organização tem respeitado os protocolos de segurança para evitar a disseminação da covid-19 durante a pandemia, atualmente apenas casais podem dividir uma unidade enquanto a situação não tiver acalmado.

Trabalho social

(Fonte: Brittany Chang/Insider)(Fonte: Brittany Chang/Insider)

Desde que a primeira unidade foi aberta em fevereiro de 2021, os organizadores do projeto julgam que a operação tem sido um sucesso. Os assistentes sociais de cada comunidade ajudam os residentes em uma variedade de tarefas, desde obter um cartão de seguridade social, encontrar uma fonte de renda estável e ensinar-lhes habilidades para a vida, como manter suas minicasas limpas.

Além das camas, cada acomodação é equipada com armários, duas tomadas, aquecedor, ar-condicionado, quatro janelas e uma porta. Como as casas não comportam espaço para mais regalias, cada vila é equipada com lavanderia e banheiros comunitários que podem ser divididos entre seus residentes.

O objetivo da ONG é continuar buscando meios para ajudar mais pessoas em Los Angeles, o que fez com que eles iniciassem a construção de mais três vilas no estado da Califórnia.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.