17
Compartilhamentos

Águia Dupla de 1933: quanto vale a moeda mais cara do mundo?

Em 1933, o designer August Saint-Gaudens cunharia cerca de 445.500 unidades da Águia Dupla, moeda norte-americana que seria utilizada com valor monetário de 20 dólares americanos. Porém, o que estava projetado para ser um elemento econômico de uso cotidiano logo se transformou em objeto de desejo por parte de colecionadores e contrabandistas, e essa longa história resultou no surgimento da moeda mais valiosa do mundo, sendo recentemente leiloada pelo valor de US$ 18,9 milhões.

Conhecida por ser perfeitamente fabricada, a Águia Dupla se destacou por sua composição de 90% ouro e 10% cobre, trazendo uma frente com a Liberdade segurando uma tocha e um ramo de oliveira, e um verso com uma águia acompanhada do lema "In God We Trust" ("Em Deus nós confiamos", em tradução livre). Sua ideia surgiu em 1907 como uma encomenda do ex-presidente norte-americano Theodore Roosevelt e buscou inspirações na modelo afro-americana Harriette Eugenia Anderson, ganhando a alcunha de "Águia Dupla" por conta do sistema monetário da época, já que "águia" valia US$ 10, "meia águia" valia US$ 5 e "um quarto-de-águia" valia US$ 2,50.

(Fonte: Wikipedia / Reprodução)(Fonte: Wikipedia / Reprodução)

No mesmo ano em que a moeda foi cunhada, Roosevelt decidiu tirar o país do padrão-ouro e grande parte das Águias Duplas foram derretidas sob ordem da Casa da Moeda. Porém, 20 unidades acabaram sendo roubadas antes da destruição e foram parar nas mãos de colecionadores antes de serem reavidas, mas infelizmente com perdas irrecuperáveis. Atualmente, sabe-se que apenas 13 espécimes estão distribuídas pelo planeta: uma na Coleção Nacional de Numismática dos Estados Unidos, dez no Depósito de Ouro dos Estados Unidos, uma como propriedade privada e a última recentemente vendida pelo comprador Stuart Weitzman.

A moeda mais cara do mundo

Em 2002, Stuart Weitzman — na época declarado como um comprador anônimo — adquiriu a Águia Dupla de 1933 em um leilão da Stacks Bowers pelo preço total de US$ 7.590.020,00. A venda, que não chegou a gerar sequer nove minutos de embate, configurou como o preço mais alto pago em leilão por uma única moeda dos EUA, até perder o posto para o valor pago recentemente, em 8 de junho de 2021.

A moeda, catalogada como Lote 1 no leilão da Sotheby's, foi vendida pelo valor de US$ 18,9 milhões (aproximadamente R$ 95 milhões, em conversão direta) por Weitzman, e assumiu definitivamente o posto da unidade monetária mais valiosa do planeta.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.