Seja o primeiro a compartilhar

Fred Newton atravessou o Rio Mississippi inteiro nadando

Aos 27 anos, o nadador Fred Newton, nascido em 1903 em Clinton, Oklahoma (EUA), tinha o objetivo de ficar famoso e muito rico, então decidiu que nadaria toda a extensão do Rio Mississippi, em um esforço que levaria 176 dias para que ele talvez alcançasse sua tão sonhada publicidade mundial.

Na manhã de 6 de julho de 1930, diante de uma turba de repórteres, Newton anunciou que planejava chegar em Nova Orleans em até 90 dias, antes de entrar no Rio Mississippi em Minneapolis e começar a nadar.

Byron, seu irmão mais novo, o seguiu em um barco a remo carregado de suprimentos enquanto documentava a jornada de Newton em se tornar a primeira pessoa a nadar toda a extensão do rio.

Frustração

(Fonte: Pinterest/Reprodução)(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Ao longo do caminho, o nadador encontrou placas de esterco, lixo e até animais mortos, mas ele continuou a dar braçadas em direção ao seu destino até mesmo quando corria risco de acabar doente ou ser sugado por um dos muitos redemoinhos traiçoeiros do Alto Mississippi.

Eles foram parando de cidade em cidade para poder fazer refeições e descansar. Em dezembro daquele ano, após 5 meses de travessia, a água estava tão gelada que Newton entrou no rio em Nova Orleans vestindo uma cueca de lã e com o corpo besuntado em graxa para tentar se isolar do frio.

(Fonte: Mississippi History Now/Reprodução)(Fonte: Mississippi History Now/Reprodução)

Em 29 de dezembro, três meses atrasado, Fred Newton chegou em Nova Orleans, e foi recebido pelo Clube Atlético de Nova Orleans, que lhe ofereceu um banho quente e descanso.

Para a frustração do jovem nadador, o seu feito nunca lhe trouxe riquezas tampouco fama, ainda que valesse um recorde mundial. Newton passou a viver como vendedor de seguros e faliu uma empresa que vendia produtos ortopédicos.

Ele morreu aos 89 anos, em 1992, na cidade de Gainesville, Texas, sem nunca ter conseguido nenhum destaque.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER