Capitão Samuel Bellamy: a história do 'Robin Hood' dos mares

Chamado de "Black Sam" por seus marujos, o Capitão Samuel Bellamy teve uma bela reputação nos sete mares. Apesar de as aparências sugerirem que ele era um pirata temido, nunca foi realmente visto como alguém violento ou saqueador; na verdade, sua principal virtude era ser justo com quem saqueava e generoso com sua tripulação.

O apelido era uma homenagem aos seus belos cabelos negros que chamavam a atenção de outros velejadores. Entretanto, a fama de gentileza escondia a proeza executada por Bellamy em apenas 1 ano de atuação, entre 1716 e 1717: nesse meio-tempo, o pirata conseguiu acumular cerca de US$ 140 milhões em tesouros. Entenda essa história.

A história de Bellamy

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Nascido em 1689, na Inglaterra, Samuel Bellamy aprendeu a viajar pelo mar desde pequeno. Como a mãe dele havia morrido jovem e a sua família enfrentava uma situação de pobreza extrema, a única saída para ele era passar os dias velejando por águas profundas. Em 1702, ele começou a oferecer ajuda para navios de guerra.

Quando fez 17 anos, em 1706, Bellamy já havia-se tornado um velejador habilidoso. Entre 1714 e 1715, então, encontrou seu caminho até as colônias inglesas na América do Norte. Ao chegar a Massachusetts, acabou desenvolvendo um relacionamento amoroso com uma jovem chamada Maria Hallett, com quem queria se casar.

Porém, o problema era que a família de Hallett não aceitava o casamento pelo fato de o jovem marujo ser completamente pobre. Por conta disso, o rapaz decidiu voltar para o mar em busca de dinheiro. Com dificuldades em encontrar tesouros em navios afundados, Bellamy tomou uma decisão difícil: seguir a vida de pirata.

Fama de "Robin Hood"

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

"Nunca mais vocês serão escravos dos ricos. A partir desse dia, somos novos homens; homens livres", disse Bellamy para sua tripulação enquanto hasteavam uma bandeira preta no antigo navio e o nomeavam novo capitão da embarcação. Como pirata, Black Sam pregava lealdade e igualdade entre seus comparsas.

Ele chegou a ser apelidado de "Robin Hood dos mares" por roubar dos ricos e dividir entre os marujos. Durante 1 ano, Bellamy e seus companheiros saquearam mais de 50 navios e acumularam uma riqueza de praticamente US$ 140 milhões em viagens entre o Caribe e o Oceano Atlântico. 

Entretanto, sua maré de sorte virou do avesso quando decidiu voltar para os braços de Hallet. Enquanto retornava para casa, o navio Whydah, então recentemente capturado pelos piratas, afundou durante uma tempestade em alto-mar. O acidente levou Bellamy, o tesouro acumulado e a tripulação — exceto dois homens.

Até hoje, pesquisadores continuam tentando encontrar os restos mortais de Black Sam naufragados na costa de Massachusetts. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.