Albino: você já viu um arco-íris desprovido de cores?
3.803
Compartilhamentos

Albino: você já viu um arco-íris desprovido de cores?

Último Vídeo

Qual é a característica mais marcante dos arco-íris? As cores, você não concorda? E se disséssemos para você que não só existem diversos tipos de arco-íris, como inclusive uma variedade que é praticamente desprovida de cores e parece toda branquinha? Isso mesmo, um arco-íris albino, por assim dizer.

De acordo com David Nield, do portal Science Alert, esses arco-íris sem as cores são conhecidos pelo nome de arcos brancos e, assim como os arco-íris coloridos, eles ocorrem quando a luz solar atinge as gotículas de água presentes na atmosfera. A diferença é que esses fenômenos meteorológicos surgem quando os raios solares iluminam as gotas que se encontram em suspensão na neblina. Calma, já vamos explicar melhor...

Arco albino

No caso dos arcos brancos, o que acontece é que, como as gotículas de água presentes na neblina são muito menores do que as de chuva, a refração se dá com menor intensidade. Em outras palavras, como a dimensão das gotas são tão pequeninas, a dispersão da luz não ocorre e, portanto, a sua separação nas cores do espectro visível também não.

As gotículas de água se comportam de maneira semelhante ao prisma acima

As gotas de água que produzem os arco-íris funcionam mais ou menos como o prisma que você acabou de ver acima, produzindo todas as cores do espectro visível. Contudo, as gotículas que formam a neblina processam a luz de uma maneira distinta. Nesse caso, a principal diferença está na difração (quando a luz encontra um obstáculo) que a neblina provoca, fazendo com que a luz se disperse mais do que ela é refletida, deixando visíveis apenas as partes mais claras do arco.

Para que um arco albino perfeito se forme, é necessário que exista um banco de neblina relativamente difuso e pouco espesso, que permita que a luz solar passe através dele — e das gotículas de água. Na verdade, se algum dia você se deparar com um arco branco e olhar para ele com bastante atenção, vai notar que existe um pouquinho de cor sim, só que elas serão incrivelmente tênues. Veja um exemplo disso a seguir:

Observe como na base existe um pouco de cor

Com relação ao formato dos arcos brancos, segundo o pessoal da NASA, eles são formados pelas gotículas que se encontram exatamente no ângulo certo para desviar a luz solar diretamente na direção dos nossos olhos. Aliás, já que estamos no assunto do formato desses fenômenos meteorológicos, eles costumam ser bem mais largos do que os arco-íris convencionais, mas não tão grandes como eles.

Arcos de todos os tipos

Agora que você já conhece melhor os arcos brancos, deixe a gente falar um pouquinho sobre os demais tipos que existem! Existe um conhecido pelo nome de Glória, que se caracteriza por ser um fenômeno óptico cuja saturação de cores se encontra entre o arco-íris e o arco branco e aparece na forma de um halo sobre a sombra de um observador. Confira um exemplo:

Glorioso, você não concorda?

Também temos o arco lunar, que ocorre através do mesmo processo que forma os arco-íris convencionais, só que, em vez de ele ser produzido pela luz solar, é formado pela luminosidade da Lua. Vale destacar que, por conta de a quantidade de luz que chega até nós a partir do nosso satélite ser muito mais escassa do que a originária do Sol, os arcos lunares são bem mais tênues.

Arco lunar

Ainda existem arco-íris impressionantes com 360 graus, como um que foi avistado recentemente na Inglaterra — e que você pode conferir no vídeo a seguir:

Arco-íris como os das imagens acima, apesar de serem avistados apenas por alguns sortudos — que se encontram no lugar certo quando as condições ideais se apresentam —, são formados exatamente como os arco-íris normais. Eles podem ser vistos quando o observador se encontra em um ponto bem alto, como o cara que gravou o vídeo, que estava trabalhando em uma torre de observação com 170 metros de altura.

Na realidade, nós aqui em terra firme só não vemos esses arcos completos por estarmos próximos demais do solo! Quer ver uma mágica acontecer bem diante dos seus olhos? Então, assista a este vídeo incrível capturado por um drone em Cookstown, na Irlanda do Norte:

Incrível, não é mesmo? 

*Publicado em 28/11/2016

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.