4 ricaços que estão investindo no futuro
153
Compartilhamentos

4 ricaços que estão investindo no futuro

Último Vídeo

Muita gente ganha muito dinheiro, mas grande parte delas simplesmente não sabe no que investir. Alguns escolhem aplicações em bancos, outros compram ou fundam empresas, mas alguns empresários estão indo além e optaram por investir no futuro.

Aqui, reunimos uma lista de milionários que não se contentam em investir no que pode dar resultados imediato e querem estar à frente do mercado daqui a 10 ou 20 anos. Esses visionários estão unindo todas as suas forças para garantir o sucesso lá na frente, assumindo todo o risco da manobra.

E você? Se tivesse dinheiro sobrando, investiria no quê? Confira a lista abaixo e, se você for apaixonado pela ideia de explorar o espaço, prepare-se para sonhar junto com eles.

1. Richard Bransom — Virgin Galactic

Ele já é muito famoso e também já ganhou muita atenção aqui no Mega Curioso por suas incríveis extravagâncias. Porém, além de ser um cara pra lá de engraçado, Richard Bransom é um investidor com uma ótima visão de mercado.

Fonte da imagem: Reprodução/UniverseToday

O britânico é fundador do grupo Virgin e, atualmente, é o 245º homem mais rico do mundo de acordo com a Forbes. Bransom é disléxico e desistiu da escola aos 16 anos, mesma época em que lançou uma revista com a ajuda de um amigo. De lá pra cá, a carreira de Bransom decolou.

Entre as dezenas de empresas de seu grupo está a Virgin Galactic, que recentemente conseguiu quebrar a barreira do som em testes de lançamento espacial. A nave é a mesma que deve levar as pessoas ao espaço em voos comerciais, marcados para acontecer a partir de 2015.

A Virgin Galactic é, atualmente, a empresa de exploração espacial comercial com mais potencial no mercado — não só pela enorme fortuna de Bransom, mas também pela confiança que investidores têm em sua figura.

2. Elon Musk — SpaceX, Tesla Motors e o transporte supersônico

Ele tem 42 anos, mas desde os 11 está no mercado da tecnologia – e ele sempre teve um olho no futuro. Com essa idade, ele já tinha criado seu próprio jogo e vendeu o projeto para uma empresa sul-africana por US$ 500. Naquele momento, provavelmente a família e os amigos mais próximos já diziam que aquele garoto “tinha futuro”. E eles não poderiam estar mais certos.

Mais tarde, Musk formou-se em Economia pela Universidade de Pensilvânia e, já no ano seguinte, conquistou o diploma de Física. Ao concluir as duas graduações, o jovem mudou-se para a Califórnia, onde fundou a Zip2, uma empresa que criava conteúdo para portais de notícia.

Fonte da imagem: Reprodução/Business Week

Na época, o projeto já era bastante ambicioso, já que a internet não chegava nem perto do que temos hoje. Em 1999, a companhia foi vendida para a Compaq por nada menos do que US$ 307 milhões. Depois disso, Musk criou o mais famoso sistema de pagamentos online do mundo, o PayPal, que foi arrematado pelo eBay por US$ 1,5 bilhão.

Musk, mais uma vez, havia criado algo pensando no futuro e estava vendendo a companhia quando ela entrou em sua fase de maturidade para procurar novos desafios, sempre com o olho lá na frente. A partir de 2011, o investidor anunciou a SpaceX, que foi a primeira empresa a vender voos comerciais à Lua.

Ao mesmo tempo, Musk estava investindo em outra criação, a Tesla Motors. A empresa foi a primeira em todo o mundo a fabricar carros 100% elétricos, contando também com uma rede exclusiva de abastecimento gratuito, em que você apenas troca a bateria do automóvel por outra recarregada.

Neste ano, Musk apresentou ao mundo um projeto de transporte supersônico feito em tubos, próprio para grandes cidades. O projeto consiste em cápsulas de alumínio individuais, movidas em tubos elevados por meio de turbinas de ar que utilizam energia solar para funcionar.

Fonte da imagem: Reprodução/T3

Segundo estimativas, com esse transporte, trechos como São Francisco – Los Angeles, o qual tem entre si 643 km de distância, seriam feitos em menos de 35 minutos, algo que custaria para o passageiro algo em torno dos US$ 20.

Segundo o empresário, as cápsulas seriam capazes de viajar a 1.287 km/h e o custo total do projeto é de 10 bilhões de dólares. Ele está determinado a seguir adiante com o projeto, dizendo que, se ele mesmo não o fizer, alguém um dia o fará.

3. James Cameron — Deep Sea Challenge e Planetary Resources

Esse é, sem dúvidas, o nome mais famoso da lista. O produtor e diretor de cinema leva em seu currículo os dois filmes com maior renda de bilheteria na história: “Avatar” e “Titanic”. Mas a imaginação do cineasta não levou Cameron “apenas” ao topo do mundo do cinema.

Fonte da imagem: Divulgação/Deep Sea Challenge

Cameron também é dono de duas empresas que estão criando projetos que podem mudar a vida na Terra. O Deep Sea Challenge é um projeto de exploração submarina com um conceito totalmente futurista. São expedições levadas aos pontos mais fundos dos oceanos para que, lá, pesquisadores encontrem novas espécies e descubram novas formas de vidas marinhas.

Já a Planetary Resources parece ter saído de um filme de ficção. A empresa tem como principal meta “aumentar as bases de recursos naturais da Terra”. Para isso, sua equipe está desenvolvendo tecnologia de mineração em asteroides. A empresa, que funciona desde 2010 (quando ainda era chamada de Arkyd Astronautics), está a todo vapor com suas pesquisas.

4. Dmitry Itskov — 2045 Project

Dmitry Itskov é considerado como um milionário bastante excêntrico: seu maior projeto tem a intenção de fazer os humanos viverem para todo o sempre. Sua proposta é que, até 2045, qualquer pessoa tenha um avatar holográfico ou um ciborgue programado para si.

Fonte da imagem: Reprodução/Financial Review

Tudo isso seria feito com a conexão do cérebro a uma máquina preparada para receber a mente humana, transportando a vida de um corpo físico para um holograma ou para robôs que, segundo Itskov, podem até mesmo serem desenvolvidos com uma série de nanorrobôs, dando qualquer forma ao novo “corpo” humano.

Além de estar investindo fortunas no 2045 Project, Dmitry Itskov não só acredita que isso pode ser uma revolução tecnológica como também tem certeza de que está projetando o que será a nova evolução da espécie humana. Será que ele tem razão?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.