10 invenções históricas que foram descobertas por acidente
145
Compartilhamentos

10 invenções históricas que foram descobertas por acidente

Último Vídeo

Se realmente a teoria do Big Bang estiver certa (o postulado científico, não o seriado de TV), então o universo e toda forma de vida que conhecemos é, sem dúvida, um grande acidente que deu certo. O mesmo vale para a evolução e seleção natural das coisas. Há quem duvide disso, mas é o legado que nos foi deixado.

Da mesma forma, muitas outras coisas foram descobertas por acaso e mudaram o mundo para melhor. Confira uma lista com os 10 acidentes mais felizes da História e passe a acreditar que aquela descoberta que surgiu sem querer pode ser um grande marco histórico daqui algum bom tempo.

01 — Cerveja

Ela aparece no topo da lista por ser, talvez, o acidente mais feliz de todos. Ninguém sabe exatamente quem inventou a primeira cerveja, já que os seres humanos começaram a cultivar grãos selvagens há cerca de 10 mil anos na Mesopotâmia. Quando molhados, eles se tornavam alimento para fungos, produzindo álcool como subproduto.

Em algum momento, os padeiros antigos notaram que este grão fermentado espumava no pão. Algumas pessoas aventureiras e loucas decidiram experimentar um gole daquela espuma não tão bem cheirosa e a cerveja nasceu! O pão, argumentam alguns, se tornou um subproduto conveniente da busca para tornar a cerveja ainda mais saborosa.

02 — Pompéia

No ano 79, o Monte Vesúvio entrou em erupção, soterrando toda a cidade de Pompéia, na Itália, matando milhares de pessoas e transformando tudo em cinzas. Em 1590, o arquiteto Domenico Fontana foi responsável pela construção de um canal para desviar a água do rio Sarno e seus trabalhadores encontraram documentos relativos à velha cidade.

Em 1710, um camponês se deparou com algumas peças de mármore ao escavar um poço e as vendeu para um príncipe, que ordenou escavações na área para a descoberta de mais artefatos. Muitos outros projetos se seguiram com o passar dos séculos a fim de que mais coisas viessem à tona. E realmente vieram.

Hoje, cerca de 2,5 milhões de pessoas visitam as ruínas de Pompéia todos os anos, fascinados pela vida no primeiro século, presenciando coisas tão semelhantes às nossas. Escavadores descobriram ruas, casas, banheiros públicos, joias e objetos domésticos em um lugar que foi descoberto por acidente por duas vezes.

03 — The Rolling Stones

Sobremesas e avanços médicos não foram as únicas descobertas acidentais que fizeram o mundo mais feliz. The Rolling Stones, a banda que contagiou o mundo com músicas como "Satisfaction", "Brown Sugar" e "Honky Tonk Woman", nunca teria surgido se Mick Jagger e Keith Richardson não estivessem no mesmo trem, na estação de Dartford, na manhã de 17 de outubro de 1961.

Em seu caminho para a faculdade de artes, Richards, com sua guitarra elétrica nos ombros, iniciou uma conversa com Jagger sobre blues e ambos se lembraram de que estudaram juntos na escola primária. Eles falaram sobre música durante todo o trajeto de uma hora até Londres. A ligação foi tão imediata que Jagger convidou Richards para participar da sua banda, Little Boy Blue and the Boys Blue.

A original The Rolling Stones, com Brian Jones e Iam Stewart, se formou em 1962, menos de um ano depois desse encontro fatídico. A amizade instantânea tornou-se uma das parcerias mais fecundas da história do rock. Hoje, fãs do The Rolling Stones continuam a fazer peregrinações até a plataforma da estação de Dartford e, em 2013, os líderes do conselho anunciariam que uma placa seria instalada no local para comemorar a união de tanto sucesso.

04 — Imagens de Raio-X

Em 1895, o físico alemão Wilhelm Conrad Roentgen pesquisava sobre o comportamento dos raios catódicos, em dias que ninguém sabia nada sobre elétrons ou radiação. Ele ficou surpreso ao descobrir que, cobrindo um tubo com papelão preto, alguns raios invisíveis ainda eram capazes de iluminar uma tela revestida com platino cianeto de bário há 2,7 metros de distância. Ele chamou o fenômeno de "Raio-X".

Em pouco tempo, Roentgen descobriu que os Raio-X também poderiam ser capturados em placas fotográficas. Usando a mão de sua esposa como um teste, o Raio-X passou facilmente através da pele e do músculo, sendo bloqueado por ossos e metal. Pela primeira vez, pode-se ver o interior do corpo humano sem precisar de um bisturi. A comunidade médica ficou exaltada, mas Roentgen recusou a patente.

Dentro de um ano, os primeiros diagnósticos de ossos quebrados e moedas engolidas estavam sendo feitos por Raio-X. Logo, os raios misteriosos estavam sendo usados para tratar tumores cancerígenos e doenças de pele. Os efeitos perigosos dos raios sempre foram conhecidos, mas hoje os médicos e técnicos tomam precauções especiais para evitar os efeitos colaterais da radiação.

05 — Picolé

O conceito de um picolé — suco congelado em um palito — parece tão simples que até uma criança poderia inventar, e foi exatamente isso que aconteceu. Em 1905, Frank Epperson, com apenas 11 anos de idade, esqueceu um recipiente suco de frutas em sua varanda. Dentro do copo havia um pedaço de madeira que ele usou para mexer a bebida. Fazia muito frio e, no dia seguinte, surgiu o primeiro picolé do mundo.

Epperson experimentou e viu que era bom. Ele começou a vender a sua invenção acidental e, 18 anos mais tarde, ele preparou o seu doce congelado para uma feira em sua cidade. A multidão adorou e Epperson deixou o seu emprego como corretor imobiliário para patentear e vender seus famosos epsicles. Esse era o nome original até que seus filhos, convenceu-o a mudar o nome para popsicles (picolé).

06 — Velcro

Nos anos 80, todas as crianças da América tinham um par de tênis com três fechos de velcro em vez de cadarços. Mas o surgimento do material veio bem antes, quando o engenheiro suíço George de Mestral passeava com seu cão. Ele reparou que a pele do animal estava coberta de rebarbas espinhosas.

Ele examinou essas rebarbas sob um microscópio para ver a natureza pegajosa que isso apresentava. Os culpados eram pequenos "ganchos" na superfície das rebarbas que se ligavam à pele do cão. Mesmo não sendo um design de moda, ele passou oito anos pesquisando e desenvolvendo um prendedor de roupas baseada na sua descoberta acidental.

O primeiro protótipo de Mestral foi feita a partir de algodão e, em seguida, de nylon. Nomeou seu produto de velcro, uma combinação de veludo e crochê, e estreou a invenção em um desfile de moda de Nova York, em 1959. A indústria da moda ignorou o fecho de alta tecnologia até que o produto chamou a atenção de engenheiros da NASA, já que era perfeito para grudar ferramentas e escovas de dente em gravidade zero.

07 — Viagra

Até que a ciência médica invente uma pílula que torne os homens mais inteligentes, atraentes e podres de rico, o Viagra permanecerá o melhor amigo de muitos deles. Lançado com muitas críticas em 1998, o comprimido azul ainda é uma grande fonte de renda para a indústria farmacêutica Pfizer, que nunca almejou curar a disfunção erétil com o medicamento, que surgiu como um acidente milagroso.

Os pesquisadores estavam estando lotes de um medicamento para dor no peito quando os homens começaram a relatar uma incomum, ahn... rigidez. Outros testes mostraram que um componente do comprimido inibiu a produção de uma enzima que minou ereções. Nomeado Viagra, ele tornou-se a droga mais vendida de todos os tempos e fez com que vários homens fossem bem mais felizes.

08 — Manuscritos do Mar Morto

Uma cabra perdida levou à descoberta acidental de um dos achados literários mais importantes da história. Tudo aconteceu em 1947, quando dois pastores beduínos arrastavam seu rebanho através dos montes chamuscados de Qumran, perto do Mar Morto. Um dos homens se afastou para perseguir um gato de rua quando descobriu uma caverna na encosta.

Deixando cair uma pedra na escuridão, ouviu-se o estilhaçar de um pote. Ele e seu companheiro retornaram ao lugar e abaixaram-se cuidadosamente para dentro da caverna, a fim de recuperar vários potes de barro lacrados contendo rolos de papiro usados. Sem saber o que tinham encontrado, eles venderam os pergaminhos enegrecidos para negociantes de antiguidades em Jerusalém por alguns dólares cada.

Um estudioso da Bíblia e historiador da Universidade Hebraica reconheceu o texto dos manuscritos como cópias antigas de livros da Bíblia hebraica. Quando os arqueólogos e exploradores beduínos voltaram à região de Qumran, eles descobriram mais dez cavernas contendo centenas de manuscritos completos e fragmentos conhecidos coletivamente como os Manuscritos do Mar Morto.

09 — Aço inoxidável

Foi Harry Brearley quem descobriu acidentalmente o aço inoxidável em 1913. Em vez de ser reconhecido, seu míope empregador o demitiu e disse que sua invenção era um grande desperdício de tempo. Sua missão era desenvolver uma liga de aço que pudesse suportar o atrito superaquecido dentro de um rifle.

Brearley notou que uma das suas ligas descartadas ainda estava brilhando, enquanto todo o resto tinha enferrujado. Pesquisando suas anotações, ele encontrou a fórmula precisa para o aço inoxidável: 12% de cromo formando uma camada protetora no aço quando exposto ao oxigênio.

Ele implorou para seus chefes para fabricar talheres usando a liga milagrosa, mas a ideia foi rejeitada como inútil. Uma empresa alemã ficou com a patente do aço inoxidável, mas Brearley acabou sendo reconhecido como o inventor original — mesmo que acidental — do metal mais importante do século 20.

10 — Penicilina

Por último, mas obviamente não menos importante, está a penicilina, primeira produção em massa de antibióticos de drogas do mundo. Antes dela, milhões de pessoas morreram a cada ano com feridas infectadas e doenças bacterianas contagiosas, como a febre escarlate. Hoje, dependemos desse medicamento para tratar tudo, desde infecções de ouvido comuns aos surtos de bactérias potencialmente mortais.

Dr. Fleming estava em seu laboratório, em 1928, pesquisando o vírus da gripe, quando percebeu que uma das suas culturas de bactérias tinha sido infectada por fungos. A maioria dos cientistas teria jogado a placa estragada no lixo, mas não Fleming. Seis anos antes, ele havia descoberto propriedades antibióticas leves de lágrimas humanas quando uma das suas acidentalmente caiu na sua amostra de bactérias.

Após uma inspeção mais profunda, Fleming notou um anel de clara em torno do fungo, indicando que era tóxico para a bactéria staphylococcus. Ele isolou cuidadosamente o molde, que era do gênero Penicillium, e nomeou a sua nova droga milagrosa como penicilina. Fleming foi agraciado com o Prêmio Nobel de Fisiologia e Medicina em 1945.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.