Veja estas 8 construções arrepiantes feitas a partir de ossos
76
Compartilhamentos

Veja estas 8 construções arrepiantes feitas a partir de ossos

Último Vídeo

No ano passado, publicamos aqui no Mega Curioso uma lista com 5 capelas sinistras decoradas com ossos humanos. E, como “sinistro” é uma área que você sabe que nós gostamos de explorar, vamos expandir o assunto trazendo outras 8 construções arrepiantes feitas com ossos — não apenas de humanos, desta vez, porque não fazemos acepção de esqueletos.

1 - A Torre de Crânios de Nis

Fonte da imagem: Flickr/Gabriel Mirica

Recusando-se a deixar que seus soldados fossem capturados para sofrer execução — através de empalamento —, o comandante Stevan Sindelic, líder de um grupo de revolucionários da Primeira Revolta Sérvia, viu-se encurralado pelos turcos na Batalha de Cegar, em 1809. Sindelic decidiu disparar sua pistola em um depósito de pólvora, matando assim os inimigos próximos, o grupo sob seu comando e a si mesmo.

Após o evento, o Hurshid Pasha, Grão Vizir de Nis, cidade turca próxima ao local da carnificina, ordenou que uma torre fosse erguida com os crânios dos rebeldes, deixando assim um recadinho para qualquer outro grupo que tivesse ideias insurgentes. O resultado foi uma torre de 4,5 metros de altura por 4 metros de largura construída com 952 crânios de rebeldes da Sérvia.

Mais tarde, em 1892, uma capela foi construída ao redor da torre, e, com a instituição da República Socialista da Sérvia no século XX, o local foi declarado como monumento cultural de excepcional importância. Atualmente, pouco mais de 50 crânios permanecem no lugar, onde um deles foi especialmente colocado em um recipiente de vidro — aquele que supostamente teria sido um dia a cabeça de Sindelic. Os demais foram retirados ao longo dos anos, visando dar aos mortos um funeral digno.

 2 - A Capela de Crânios de Czermna

Fonte da imagem: Reprodução/Waymarking

Você provavelmente não iria querer o padre polonês Vaclav Tomaszek como seu decorador de ambientes. O gosto duvidoso do clérigo na área estética rendeu uma capela feita a partir de mais de 3 mil crânios, além de incontáveis tíbias (osso da canela), cobrindo toda a parte interior do local sagrado.

Tomaszek coletou a “matéria-prima” das pessoas mortas pela epidemia de cólera e também das tumbas das milhares de vítimas da Guerra dos Trinta Anos. A capela, que fica em um antigo vilarejo da Polônia, ainda conta com ossos de outras 21 pessoas enterradas em seu porão, além dos crânios dos próprios construtores que a ergueram, que, por sua vez, foram posicionados no centro da construção e sobre o altar.

3 - Casa Mortuária de Eggenburg

Fonte da imagem: Reprodução/CVLT Nation

Localizado no município austríaco de mesmo nome, este belíssimo ossário foi montado com esqueletos de 5.800 pessoas. Como se não fosse macabro o bastante, o monumento foi construído no fundo de uma fossa. Na área central, uma pequena pilha de crânios foi levantada e rodeada por um semicírculo de ossos de braços e pernas.

Menções do local já eram feitas desde o ano 1299, mas a maior parte da casa mortuária só foi edificada em 1405. Atualmente, o local só pode ser visto por uma janela de vidro. Contatos mais próximos por parte do público foram proibidos devido à fragilidade dos restos mortais que estão na área.

4 – A Cabana-museu de Fósseis

Fonte da imagem: Reprodução/Oddity Central

“Acredite ou não”, é o que diz a placa logo na fachada desse casebre peculiar na cidade de Medicine Bow, EUA. A construção foi erguida com fósseis de dinossauros tirados de uma escavação descoberta no município vizinho na década de 1870 — um total de mais de 5.700 ossos.

Se o material pré-histórico que compõe a estrutura do museu fosse reunido, ele pesaria mais de 46 toneladas. A cabana, feita em 1932, foi inaugurada como uma atração turística de beira de estrada depois que Thomas Boylan, seu dono e construtor, desistiu de montar um esqueleto de dinossauro completo a partir dos fósseis.

5 – A Casa de Ossos

Fonte da imagem: Reprodução/The Original Dubs

Ossos nas maçanetas, ossos na caixa de correio, ossos nas escadas, ossos no piso. “Eu adoro ossos”, diz Dan Phillips, responsável pela construção desta curiosa casa decorada com ossadas de gado, no Texas, EUA.

“A Casa de Ossos”, como foi batizada, não é ornada apenas com pedaços de esqueleto de boi, mas possui um banheiro com o interior coberto por pedaços de espelho, um corredor cujo chão é forrado por tampinhas de garrafa e mosaicos dos mais diferentes materiais montados nos pisos e paredes dos diversos cômodos da casa.

Phillips diz que, enquanto restaurador, adorava trabalhar com marfim. Porém, a comercialização de marfim é ilegal e “ossos são de graça”. Visto que, segundo ele, todo rancho no Texas possui um depósito de ossos de gado, o americano resolveu então fazer algo — literalmente— construtivo com o material que tinha.

6 - As Barracas de Ossos de Mamute

Fonte da imagem: Reprodução/Dons Maps

O gosto de alguns arquitetos por ossadas não é de hoje. No sítio arqueológico próximo ao vilarejo ucraniano de Mezhyrich, encontram-se algumas das barracas de ossos de mamute mais famosas do mundo. Especula-se que essas cabanas do paleolítico têm de 12 a 19 mil anos.

Homens pré-históricos teriam utilizado tais construções para se abrigar do frio, durante a Era do Gelo. Os primeiros centros urbanos foram instituídos a partir da reunião de várias dessas “casas” em uma mesma área.

7 – A Igreja de São Francisco

Fonte da imagem: Reprodução/Patz

Construída em estilo barroco, a Igreja de São Francisco, localizada em Lima, Peru, atrai turistas do mundo inteiro até os dias de hoje. Mas seu grande chamariz não está exatamente em vitrais, arquitetura esplendorosa ou nas centenas de pombos que insistem em zanzar por sua fachada. As visitas vêm, na verdade, apenas para conhecer as catacumbas do lugar.

Essa espécie de “porão mórbido” foi originalmente parte do cemitério da cidade de Lima que, naquela época, eram feitos sob as igrejas. Guias turísticos dizem que cerca de 75 mil corpos foram enterrados somente abaixo da construção de São Francisco, onde vários desses restos mortais ainda estão expostos lá em estranhos padrões circulares no fundo do poço de pedra. Não recomendado para claustrofóbicos.

8 – As Catacumbas de Paris

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia

A capital da França é uma das cidades mais populosas do mundo e lá habitam cerca de 12 milhões de pessoas. Quer dizer, isso se você não contar as outras 6 milhões que ajudaram a compor o labirinto de túneis e cavernas subterrâneas abaixo da metrópole europeia.

As ossadas depositadas no que veio a se tornar um complexo de criptas já foram um dia parte dos cemitérios transbordantes da Paris do século XVIII. Numa tentativa de reformular tais cemitérios, os ossos foram colocados temporariamente nos túneis abandonados do subsolo parisiense e no fim lá ficaram.

 Somente na época do Império Francês é que houve uma iniciativa de organização das ossadas, que acabaram sendo dispostas em montagens mais artísticas, formando paredes e figuras geométricas. Atualmente, parte da área das catacumbas é acessível para fins turísticos.

Mesmo a maioria podendo achar que esse é um tema mórbido, há bastante gente por aí que gosta de brincar de construção com esqueletos variados e ter restos mortais de outros seres vivos na própria moradia. Mas, como você pode ver, entender o gosto alheio é osso.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.