9 trilhas épicas ao redor do mundo
213
Compartilhamentos

9 trilhas épicas ao redor do mundo

Último Vídeo

Todo mundo, pelo menos uma vez na vida, já se imaginou fazendo uma trilha de longa distância em um lugar fantástico. É uma coisa com que muitas pessoas sonham, mas poucas têm a capacidade de enfrentar o desafio. Algumas desistem já nos primeiros quilômetros, voltando para trás e terminando o trajeto de carro.

A maioria das rotas mencionadas em nossa lista são bem mais longas que as 2.200 milhas da famosa trilha Appalachian. Elas oferecem desafios incríveis, mas o fascínio por essas caminhadas vai muito mais além. Você terá a possibilidade de vislumbrar paisagens e de conhecer culturas e estilos de vida que poucas pessoas possuem.

Trans Canada Trail

Embora seja constituída por uma rede de trilhas em vez de uma única, a Trans Canada Trail vai contar com 14 mil milhas quando for concluída. Só a finalização vai medir mais de 10 mil milhas. Como o nome sugere, essa trilha atravessa o Canadá de leste a oeste, com uma filial no norte que liga a principal trilha para o Oceano Ártico.

Mile Zero fica no extremo leste de Newfoundland, na cidade de St. John. A Trans Canada Trail termina no norte da aldeia Village of Tuktoyaktuk. Para conectar-se totalmente, algumas trilhas ainda precisam ser adicionadas. As seções são geridas e supervisionadas por governos locais, províncias e organizações de voluntários.

Grand Italian Trail

Cobrindo uma distância de cerca de 3.700 milhas, o Sentiero Italia - The Grand Italian Trail oferece um vislumbre das diversas paisagens naturais de um dos países mais pitorescos do mundo. De belas costas e montanhas cobertas de neve a ruínas antigas e vales cobertos de vinhas, a Sentiero atinge todos os destaques da Itália.

A trilha atravessa as montanhas e exige um pouco de planejamento por parte das pessoas que querem fazer a caminhada por todo o percurso da rota. No entanto, não é necessário ser ambicioso. Ela é dividida em 368 seções para que você possa passar dias caminhando e vendo as belezas sem gastar com idas e vindas.

The Araroa

Com 1.800 milhas, essa trilha percorre toda a extensão da Nova Zelândia. Inaugurada em 2011, o caminho liga os extremos geográficos da nação insular. Ela se estende desde o cabo Reinga na ponta norte da ilha até o ponto mais ao sul do continente, a cidade portuária de Bluff.

Nova Zelândia é conhecida por suas paisagens selvagens. Embora ela seja diversificada, a topografia apresenta desafios significativos. Os caminhantes têm que atravessar cadeias montanhosas e, segundo estimativas, cerca de 100 pessoas gastam mais ou menos 4 meses na trilha.

Great Himalaya Trail

Embora essa trilha ainda deva aumentar a sua extensão, hoje ela só se completa no Nepal e Butão. Devido à elevada altitude e terreno montanhoso, a seção do Nepal é extremamente desafiadora, apesar de seu tamanho relativamente pequeno — o caminho mais longo é apenas um pouco mais do que mil milhas.

Cada uma das 10 seções no Nepal leva várias semanas para ser concluída. Adicione mudanças das estações e as altas rotas se tornam ainda mais difíceis. No entanto, a rota mais curta geralmente pode ser concluída em cerca de três meses, com a opção de se hospedar em pousadas ao longo do caminho.

Via Alpina

A Via Alpina é uma rede de trilhas sinuosas através das montanhas da Europa Central. Cinco trilhas percorrem oito países. Tudo começa na Eslovênia, terminando em Mônaco, passando pela França, Áustria, Alemanha, Listenstaine, Suíça e Itália. Por causa da distância total de um pouco mais de 3 mil milhas, ela é um grande desafio.

A trilha é organizada com 342 seções bem definidas, cada uma destinada a ser completada em apenas um dia. Elas são claramente marcadas e não requerem habilidades técnicas para serem completadas. A altitude chega a mais de 9 mil metros no ponto mais alto e, no inverno, a viagem se torna ainda mais difícil.

Bicentennial National Trail

As 3.300 milhas dessa trilha começam a partir da aldeia de Cooktown, na cidade histórica de Victoria, ao norte de Melbourne. Na sequência de uma rede de estradas de terra, trilhas de fogo e trilhas a cavalo, a rota corre paralela à cordilheira durante a maioria da sua distância.

Ela começou como uma espécie de autoestrada para cavaleiros. Embora seja promovida, hoje, para caminhadas e ciclismo, ainda é usada por pessoas que andam a cavalo e algumas seções podem acomodar veículos puxados por animais. A trilha é dividida em 12 seções e os viajantes passam por áreas remotas na maioria dos segmentos.

American Discovery Trail

Embora não seja tão conhecida como a Trilha dos Appalaches, essa tem um comprimento muito maior do que a concorrente, quase o triplo. Com um caminho de 6.800 quilômetros de costa a costa, ela passa por 15 estados e é também uma rede de trilhas. O percurso se divide pela metade no Centro-Oeste.

É possível andar de ponta a ponta, desde Delaware até a Califórnia, cobrindo pouco mais de 5 mil milhas. Muitas pessoas fazem uma abordagem transversal pelo percurso, andando uma nova seção a cada ano até que tenham completado todas elas. Ciclistas e cavaleiros também usam o caminho, que é o único que resta de costa a costa.

North Country Trail

Embora ela não seja executada de costa a costa, os 4.600 quilômetros dessa trilha vão de Nova York até Dakota do Norte, e é um dos caminhos mais longos do mundo, estabelecido pelo Congresso dos Estados Unidos. Passa também pela Pensilvânia, Ohio, Michigan, Wisconsin, Minnesota e Dakota do Norte.

Apesar de ser administrada pelo Serviço Nacional de Parques, a trilha foi construída e é mantida por voluntários. A maior parte do North Country Trail é caracterizada pelas paisagens florestais do leste dos Estados Unidos e da região dos Grandes Lagos, conhecida por sua beleza exuberante.

Tokai Nature Trail

Uma das mais longas trilhas completas do Japão, Tokai oferece um vislumbre do lado natural da região mais populosa do país. O percurso começa em Tóquio, perto do Monte Takao. Para se chegar à trilha, é necessário pegar um metrô nos arredores de Tóquio.

Ao longo de suas mil milhas, a trilha passa por templos em picos de montanhas, castelos históricos (incluindo um do século 16) e um dos monumentos mais famosos do Japão, o Monte Fuji. O Tokai se move através de prefeituras rurais ao chegar a Kyoto e, finalmente, à região de Osaka.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.