(Fonte da imagem: Thinkstock)

De acordo com o site The Atlantic, um estudo realizado por pesquisadores dinamarqueses apontou que adultos sem filhos correm quatro vezes mais risco de sofrer uma morte prematura do que pessoas com filhos. E os seus pais reclamando que você só dá trabalho!

Durante o estudo, os cientistas avaliaram um grupo de 21.276 casais que realizaram tratamentos de fertilidade, comparando os que tiveram filhos com os que não tiveram. A pesquisa compreendeu um período de 14 anos, com mais de 15 mil crianças nascendo graças aos tratamentos e outras 1.500 sendo adotadas pelos casais que não obtiveram sucesso com os procedimentos.

Filhos biológicos x adotivos

Os pesquisadores descobriram que o índice de mortes prematuras entre as mulheres sem filhos era quatro vezes mais alto do que o das que deram à luz, e que as que adotaram crianças contavam com um índice de mortalidade dois terços mais alto do que o das mães biológicas. Os pais também mostraram variações, tendo seus índices reduzidos pela metade tanto entre os que tiveram filhos biológicos como entre os que optaram por adotar.

Segundo os pesquisadores, todas as mortes foram atribuídas a problemas circulatórios, acidentes ou ao câncer, e aspectos como faixa etária, renda familiar e nível de educação não exerceram influências significativas nos resultados. Embora o estudo não tenha encontrado uma relação de causa para essa variação, os autores concluíram que adultos sem filhos têm maior probabilidade de morrer mais cedo.