Estamos próximos de conhecer os primeiros casos reais de OVNIs?

Desde o primeiro trimestre de 2021, o governo dos EUA esquenta a população ao confirmar que está próximo de divulgar relatórios oficiais sobre avistamentos de OVNIs. Recentemente, um briefing secreto foi enviado ao Comitê de Inteligência da Câmara dos Estados Unidos e, pela primeira vez, as autoridades parecem estar levando a sério a existência de vida extraterrestre. Será que finalmente teremos as primeiras respostas concretas sobre possíveis casos reais desses fenômenos?

Apesar da dificuldade em esconder a empolgação, especialistas divergem sobre o caso e entram em conflito sobre a procedência de OVNIs. Scott Miller, presidente e professor do Departamento de Engenharia Aeroespacial da Universidade Estadual de Wichita, acredita que os relatórios irão divulgar respostas vazias e sem informações consideradas realmente confidenciais, indicando que os objetos voadores devem ser apenas aeronaves "espiãs" que operam em locais distantes do seus territórios de origem.

Já Ravi Kumar Kopparapu, cientista em estudos planetários no Goddard Space Flight Center da NASA em Maryland, sugere que a existência desses dados pode iniciar uma nova era colaborativa entre departamentos, fornecendo um cenário capaz de criar questionamentos sobre OVNIs que não sejam mais tabus. Assim, ele reforça a importância da coleta de dados confiáveis e a aplicação de estudos científicos que possam não apenas dar credibilidade aos projetos, mas entregar deduções significativas.

A movimentação da comunidade acadêmica e a cobrança por informações confiáveis surgem como um símbolo de esforço em quebrar essas descrenças, visto que cientistas da área incentivam exames rigorosos sobre os "fenômenos anômalos" e a consequente divulgação desses testes, mas respeitando hierarquias e sem comprometer fontes e/ou métodos de segurança nacional.

Há algo de anormal nos céus?

Viajantes no tempo, exploradores distantes, drones avançados... Todas as opções ainda são válidas e o mistério sobre o que vem pairando — e sendo visto — nos céus terrestres há décadas segue sem muitas explicações. Porém, à medida que passamos mais tempo com essa incógnita, mais estimula-se a vontade para descobrir o que de fato sobrevoa o espaço visível.

"Meus pensamentos gerais sobre o relatório é que, independentemente do que sai dele, a atenção que tem atraído para o fenômeno OVNI - em associação com todos os vídeos e imagens vazados - só pode ajudar a nos aproximar de uma compreensão do que é e tem sido observado em nossos céus", disse Michael Masters,  autor de "Identified Flying Objects: A Multidisciplinar Scientific Approach to the UFO Phenomenon".

Será que a ficção está mesmo próxima de ter essa "quarta parede" quebrada? Podemos estar muito próximos de desvendar.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.