Descobriram que um composto do cacau poderia ser usado para tratar diabetes

Descobriram que um composto do cacau poderia ser usado para tratar diabetes

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

O cacau, como todos sabem, é um dos principais ingredientes das deliciosas barras de chocolate — itens que os diabéticos infelizmente são aconselhados a riscar da dieta. Pois não é que descobriram um composto no cacau que poderia ser usado para tratar o diabetes! Contraditório? Só para esclarecer, as pessoas que padecem dessa doença devem evitar o consumo de chocolate por causa do açúcar contido no produto, e a descoberta se refere a um componente isolado do cacau, fruto que serve de matéria-prima para a produção dessas gostosuras.

(Pixabay/Alexander Stein)

Mas, vamos às boas notícias! Segundo Michael Franco, do site New Atlas, pesquisadores da Universidade Brigham Young, nos EUA, conseguiram isolar um composto do cacau que poderia ajudar no tratamento do diabetes de tipo 2, o mais comum entre os tipos que existem. Essa condição é uma doença crônica que afeta como o organismo metaboliza a glicose — principal fonte de energia do nosso corpo.

Diabetes

O nosso organismo conta com um tipo de células — as beta — que são responsáveis por secretar insulina na corrente sanguínea, o hormônio responsável por regular os níveis de açúcar no organismo. Essas células se encontram em uma região do pâncreas conhecida como “Ilhotas de Langerhans” e entram em ação toda vez que um pico de glicose é detectado.

As células beta também são responsáveis por secretar uma substância chamada amilina — que age para frear a quantidade de glicose que entra na corrente sanguínea. Acontece que nos diabéticos essas células não funcionam direito, provocando um acúmulo de açúcar no sangue — que inclusive pode ser fatal.

Descoberta

De acordo com Michael, os pesquisadores descobriram que compostos do cacau chamados monômeros de epicatequina são capazes de aumentar a habilidade das células beta de secretar insulina, o que, por sua vez, poderia, potencialmente, ajudar os diabéticos a corrigir sua condição.

(Pixabay/Elias Shariff Falla Mardini)

Os cientistas realizaram uma série de experimentos com ratinhos de laboratório que envolveu alimentar os bichinhos com uma dieta rica em gorduras e, depois dar a eles o composto do cacau. O time observou que os monômeros não só permitiram que os organismos dos animais lidassem melhor com os altos níveis de glicose, como os ajudaram a perder peso, então concluiu que o efeito se deve à ação desse composto nas mitocôndrias das células beta.

Essas organelas, conforme você deve se recordar das suas aulas de Biologia, funcionam como “geradores” — uma vez que as são responsáveis por produzir energia para todas as atividades celulares. Basicamente, são as mitocôndrias que convertem o oxigênio e nutrientes em ATP, uma molécula que se ocupa de transferir energia através do organismo.

Pois os cientistas perceberam que o composto do cacau torna as mitocôndrias das células beta mais fortes — o que, consequentemente, as leva a produzir mais ATP e resulta em uma maior liberação de insulina no organismo.

(Pixabay/David Greenwood-Haigh)

Vale destacar que a descoberta não significa que basta consumir grandes quantidades de chocolate — mesmo sem açúcar, no caso dos diabéticos — para conseguir mitocôndrias mais eficientes e garantir que os nossos níveis de glicose permaneçam sempre sob controle. Contudo, ela pode levar ao desenvolvimento de suplementos e novos fármacos para tratar o diabetes.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.