Ingerir álcool durante a amamentação faz mal ao bebê?
02
Compartilhamentos

Ingerir álcool durante a amamentação faz mal ao bebê?

Último Vídeo

Em 12 de junho, a cantora Beyoncé deu à luz seus filhos gêmeos, aumentando a família que já era composta pelo rapper Jay-Z e pela filha Blue Ivy, de 5 anos. Menos de dois meses depois, a popstar publicou uma foto no Instagram em que aparecia bebendo vinho e causou muitas dúvidas na galera: beber durante a amamentação não faz mal?

Beyoncé já havia relatado problemas para amamentar quando teve sua primeira filha, que mamou no peito por apenas 10 semanas, por isso, não é possível concluir que ela ainda estava amamentando os gêmeos quando publicou a foto polêmica. De acordo com a Associação Americana de Pediatria (AAP), o álcool pode, sim, estar presente no leite materno e é por isso que as mamães devem evitar ao máximo o seu consumo.

BeyoncéFoto polêmica teve quase 4 milhões de curtidas no Instagram

Mesmo assim, a AAP entende que uma dose ocasional não traz nenhum problema, desde que se respeite um período mínimo de duas horas entre ingerir o álcool e dar de mamar ou bombear o leite. A dose máxima, nesses casos, é de 350 ml de cerveja ou 120 ml de vinho, por exemplo.

A própria ONG internacional La Leche League, que promove o aleitamento materno em todo o mundo, concorda com a AAP quanto à quantidade máxima de álcool que mamães podem ingerir. A bebida chega ao leite materno entre 30 e 60 minutos após ser consumida, podendo demorar até 90 minutos caso a ingestão seja durante uma refeição. E leva de 2 a 3 horas para que o álcool tenha sido metabolizado pelo corpo, voltando aos índices seguros de amamentação.

Claro que tudo isso também depende do teor alcoólico da bebida: quanto maior, mais demorado será o tempo de recuperação do corpo. Como a amamentação de um recém-nascido deve ocorrer a cada 3 ou 4 horas, é ideal que a mamãe se planeje com antecedência caso queira beber uma biritinha. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.