Depois de competição de agachamentos, duas chinesas vão parar no hospital

Depois de competição de agachamentos, duas chinesas vão parar no hospital

Último Vídeo

Xiao Tang, uma estudante chinesa de 19 anos, é uma pessoa sedentária. Porém, para provar a sua amiga que era a mais resistente das duas, aceitou a competição de agachamentos. Em uma chamada de vídeo, cada uma fazia um agachamento por vez. Dessa forma, nenhuma teria como trapacear. 3 horas – e 1000 agachamentos depois – as duas amigas desistiram e decidiram que foi empate.

As amigas queriam provar quem era a mais resistente. Fonte: Divulgação / Shutterstock

“Nenhuma de nós queria perder, então continuamos tentando vencer uma a outra, com isso chegamos aos 1000 agachamentos”, disse Xiao ao China Press.

Ao fim da competição, as dores musculares não as preocuparam, pois já era de se esperar após tanto exercício. Porém, isso não durou por muito tempo.

No dia seguinte, além da dor, Xiao também não conseguia dobrar sua perna e sua urina estava marrom. "Primeiro, minha perna não estava apenas dolorida, eu não conseguia dobrá-la! Depois, eu fui ao banheiro e minha urina estava marrom”.

No hospital, ela foi diagnosticada com rabdomiólise, uma síndrome perigosa causada pela lesão do músculo esquelético. As células mortas dos músculos, nesse caso causadas pelo excesso de agachamentos, são liberadas na corrente sanguínea e podem causar complicações como a falha dos rins e até a morte. A urina de Xiao se estava marrom pois o corpo não conseguiu liberar o excesso das células.

A urina marrom é um dos indícios de rabdomiólise. Fonte: James Heilman, MD / Wikipedia

O tratamento da rabdomiólise normalmente envolve hidratação endovenosa, para proteger os rins e outros órgãos, pois aumenta a velocidade de eliminação dos produtos liberados pelo músculo lesionado. Em casos graves, o paciente pode ser submetido a hemodiálise.

Felizmente, Xiao não sofreu de falha renal, já que chegou à tempo ao hospital e passou 4 dias internada. Inclusive, ao ligar para a amiga, Xiao descobriu que ela também sofreu do mesmo problema.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.