Seja o primeiro a compartilhar

Cura dupla: idosa de 97 anos e filha de 66 se curam de covid-19

Uma moradora de Recife de 97 anos é a segunda paciente de covid-19 considerada curada em Pernambuco. A idosa é a mãe de uma mulher de 66 anos que foi a primeira curada no estado.

Os primeiros casos de coronavírus em Recife foram confirmados no dia 12 de março pela Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco. Os pacientes eram a filha e o genro da idosa recentemente curada. O casal retornou no dia 29 de fevereiro de uma viagem da Itália, epicentro da doença na Europa.

Em 5 de março, a filha começou a manifestar os primeiros sintomas de febre, tosse e problemas respiratórios. O genro da idosa apresentou os mesmos sintomas e também testou positivo para o novo coronavírus. Os dois foram internados em um hospital privado da capital pernambucana.

A empregada doméstica do casal, de 49 anos, chegou a ser testada para o coronavírus, mas o resultado do exame foi negativo.

A idosa de 97 anos, no entanto, não teve a mesma sorte, e foi o primeiro caso confirmado de transmissão local em Pernambuco no dia 16 de março. Ela foi internada no mesmo hospital do genro e da filha.

A família ainda aguarda o tratamento do marido da filha, que segue internado em situação estável.

Importância de medidas preventivas

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Desde a admissão hospitalar, o casal e a idosa já foram diagnosticados como casos suspeitos de Covid-19 e foram atendidos dentro das recomendações das autoridades de saúde para evitar a contaminação.

A internação foi realizada muito mais pela preocupação com a evolução do quadro, do que com a situação de gravidade da doença. A filha da idosa chegou a desenvolver uma infecção associada, que é comum acontecer nestes casos, mas foi tratada.

Especialistas fazem questão de enfatizar a importância de ter um leito de UTI para maiores índices de evolução do paciente. O cenário da cura de mãe e filha é um exemplo da necessidade de obedecer como restrições impostas para combater a disseminação de novo coronavírus.

As curas da mãe e da filha só foram possível porque tiveram acesso ao leito equipado de um hospital. Por isso, retardar a transmissão do vírus e “achatar a curva” é a principal ação que todos devem ter para garantir o acesso dos pacientes a um tratamento adequado.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER