Seja o primeiro a compartilhar

Afasia: entenda a doença que afeta o ator Bruce Willis

Bruce Willis não deve mais retornar para as telonas. Nesta quarta-feira (30), a família do astro de Pulp Fiction (1994), Duro de Matar (1988) e Corpo Fechado (2000) anunciou que o ator deve se aposentar de vez do cinema após ter recebido o diagnóstico de afasia, um distúrbio de linguagem que afeta a capacidade de comunicação.

"Aos incríveis apoiadores de Bruce, como família queremos compartilhar que nosso amado Bruce está passando por problemas de saúde e foi diagnosticado recentemente com afasia, que está impactando suas habilidades cognitivas", era o que dizia o comunicado oficial. Entenda mais sobre o caso.

O que é afasia?

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

A afasia é um distúrbio que causa danos em partes do cérebro responsáveis pela linguagem — normalmente do lado esquerdo do órgão. Essa é uma doença que normalmente ocorre de repente, gerada após um acidente vascular cerebral (AVC) ou lesão na cabeça.

Entretanto, há casos onde a afasia passa a se desenvolver lentamente por conta de tumor cerebral ou uma doença neurológica progressiva. Pessoas que sofrem desse problema passam a ter maior dificuldade em se expressar ou compreender a linguagem de modo geral. Isso também ocasiona problemas de escrita e leitura.

A maioria das pessoas que tem afasia é de meia-idade ou mais velha. Porém, esse é um distúrbio que pode afetar até mesmo crianças pequenas. Segundo os dados da Associação Nacional de Afasia dos Estados Unidos, cerca de 1 milhão de pessoas sofrem dessa doença no país e 180 mil casos surgem por ano.

Quais os tipos de afasia?

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

A afasia pode ser dividida entre dois grandes grupos: fluente e não fluente, que depois são separadas em vários outros tipos. A afasia de Wernick, tipo mais comum de afasia fluente, costuma ser categorizada por pessoas que conseguem elaborar frases longas e completas, mas sem nenhum significado.

Nesses casos, a pessoa costuma acrescentar palavras desnecessárias ou até mesmo inventar novas palavras. Como resultado, muitas vezes é difícil acompanhar o que a pessoa está tentando dizer, uma vez que esses indivíduos podem até mesmo não ter consciência de seus erros. 

Já o tipo de afasia não fluente é a afasia de Broca, com danos que afetam principalmente o lobo frontal do cérebro. Como resultado, esse paciente pode ter paralisia do lado direito do braço e da perna porque o lobo frontal também é importante para os movimentos motores. Pessoas com afasia de Broca podem entender a fala e saber o que querem dizer, mas frequentemente falam em frases curtas que são produzidas com grande esforço. 

Diagnóstico e tratamento

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

O diagnóstico de afasia normalmente é feito pelo médico responsável por tratar algum tipo de lesão cerebral no paciente, submetendo esse indivíduo a uma ressonância magnética (RM) ou tomografia computadorizada (TC) para confirmar a presença de uma lesão cerebral e identificar sua localização precisa.

Se o médico suspeitar de afasia, o paciente geralmente é encaminhado a um fonoaudiólogo, que realiza um exame abrangente das habilidades de comunicação da pessoa. Normalmente, os sintomas mais graves da afasia costumam melhorar por conta própria após o tratamento da lesão cerebral que deu início a tudo.

Porém, se outros sintomas persistirem após alguns meses, a terapia fonoaudiológica é usada para ajudar os pacientes a recuperarem sua capacidade de se comunicar.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.