10 fatos surpreendentes sobre a inteligência animal
323
Compartilhamentos

10 fatos surpreendentes sobre a inteligência animal

Último Vídeo

Animais são legais, mas são meio “burrinhos” e só agem por instinto, certo? Errado. Algumas espécies possuem uma quantidade razoável de inteligência e capacidade cognitiva direcionada para coisas específicas. Acredite, você pode se surpreender quando souber que seu animal de estimação sabe matemática melhor que você ou possui um gosto musical mais apurado.

1. Corvos podem ser tão espertos quanto crianças

Corvos continuam a demonstrar que têm "cérebros pequenos". Na verdade, sua inteligência pode rivalizar com a de uma criança de 7 anos de idade. Um estudo da revista científica PLoS ONE, por exemplo, afirma que corvos conseguem completar a tarefa chamada “Paradigma da Fábula de Isopo”.

O teste requer que as eles joguem pedras dentro da água para que o nível da água se eleve e as aves famintas possam obter uma recompensa que esteja longe do seu limite. Baseado nas descobertas da pesquisa, corvos compartilham de uma sofisticada consciência de causa e possibilidades de efeito semelhantes às dos humanos.

2. Abelhas apis provam que inteligência não requer um cérebro grande

Abelhas apis, também conhecidas como bichomel, conseguem contar, categorizar objetos similares como cães ou rostos humanos, entender o que é igual e o que é diferente, além de saber diferenciar formas simétricas de assimétricas. 

3. Cães sabem matemática e podem aprender centenas de palavras

Cachorros têm a capacidade de entender aritmética, de acordo com um pesquisadores da Universidade da Colômbia Britânica. Os estudos mostram, por exemplo, que os cães percebem erros em computações simples, como 1 + 1 = 3.

“Cães comuns” podem aprender até 165 palavras, segundo esses cientistas. “Super cães” — aqueles que integram a lista das 20 raças mais inteligentes — podem aprender pelo menos 250 palavras e sinais. Inteligência, pelo menos de acordo com os parâmetros humanos, varia de raça para raça, sendo border collie a mais brilhante delas.

4. Peixes podem contar

Peixes ponde distinguir entre maiores e menores quantidade, com a habilidade adicional de contar até três, segundo uma pesquisa feita com acarás. Peixes, assim como cães, provavelmente têm habilidades matemáticas ainda mais avançadas, suspeitam os cientistas, mas são necessários mais estudos para se ter certeza.

5. Cacatuas têm habilidades técnicas com fechaduras

Em um estudo realizado na Universidade de Viena, uma cacatua macho recuperou uma noz após destrancar uma fechadura que exigia que ela: removesse um pino, depois um parafuso, depois uma trava, girasse uma roda em 90 graus e, por fim, deslocasse uma trava lateral. O bichinho fez isso sem ajuda de ninguém e demorou menos de duas horas.

6.  Um elefante pode falar coreano

Um elefante asiático macho chamado “Kodish” pode imitar falas humanas, usando palavras coreanas, de acordo com um estudo de biologia. O vocabulário do elefante consiste em pelo menos cinco palavras: annyong (olá), anja (sente-se), aniya (não), nuo (deite-se) e choah (bom). Visto que elefantes têm uma tromba no lugar de lábios, a façanha de Kodish é bem notável.

“Algumas das palavras eram comandos que Kodish aprendeu a executar e nós temos todos os motivos para acreditar que ele entende o significado dessas palavras”, disse Tecumseh Fitch, professor de biologia cognitiva da Universidade de Viena.

7. Peixes-dourados ouvem música e podem distinguir entre Bach e Stravinsky

Peixes-dourados não apenas escutam música, mas conseguem diferenciar um compositor de outro. Um estudo publicado na revista Behavioral Processes envolveu a execução de duas peças de música clássica próximo a um tanque de peixes dessa espécie. As peças foram “Toccata e Fuga em Ré menor”, de Johann Sebastian Bach, e “A Sagração da Primavera”, de Igor Stravinsky.

Os peixes-dourados não tiveram problemas em distinguir os dois compositores. Enquanto peixes em geral, e a maioria dos animais, preferem silêncio, a pesquisa provou que o peixe-dourado pode detectar complexas propriedades de som, tal como compasso e timbre.

8. Cobras matam suas vítimas metodicamente

Cobras não matam apenas através de instinto, elas monitoram a condição de suas vítimas até o último momento, segundo um estudo da revista Biology Letters. A pressão e a duração do aperto constrito são cronometrados com perfeição em relação às batidas cardíacas e estado de fraqueza da presa. Os cientistas se questionam sobre quais outras proezas inteligentes as serpentes são capazes de realizar.

 9. Cavalos nunca esquecem seus amigos humanos

Amigos humanos podem ir e vir, mas um cavalo pode ser seu companheiro mais legal a longo prazo, se você trata-lo da forma correta. Cavalos possuem “excelente memória”, afirma Carol Sankey da Universidade de Rennes. Ela completa dizendo que “cavalos tem a capacidade de aprender e memorizar palavras humanas” e podem ouvir a voz humana melhor do que os cães, devido à sua peculiar capacidade de audição.

10. Golfinhos são a segunda espécie mais inteligente da Terra

Quando os parâmetros humanos de inteligência são aplicados em outras espécies, os golfinhos só perdem para o Homo Sapiens, de acordo com Lori Marino, professora de neurociência na Universidade Emory. Espera-se que no futuro dispositivos de alta tecnologia possam até permitir que golfinhos e pessoas consigam se comunicar entre si.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.