5 animais vegetarianos que gostam muito de uma carnificina
20
Compartilhamentos

5 animais vegetarianos que gostam muito de uma carnificina

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

A natureza é realmente cheia de surpresas e características curiosas. Na escola, aprendemos que existem animais carnívoros, que são os que se alimentam de outros animais; os herbívoros, que comem plantas; os onívoros, que são os que comem de tudo, digamos assim; e os detritívoros, que se alimentam de restos de plantas ou animais mortos.

O Popular Science reuniu uma série de animais que, apesar de pertenceram ao grupo dos herbívoros, ou seja, “vegetarianos”, foram flagrados se alimentando de outros animais. Esse tipo de conduta vem sendo observada há algum tempo, e um bom exemplo é o comportamento de uma espécie de papagaios típica da Austrália. A ave, que costuma se alimentar de pólen e néctar, tem comido carne também e agido com violência para espantar outros passarinhos.

A verdade é que muitos herbívoros comem carne em certa altura de suas vidas. Os pesquisadores ainda não compreenderam, no entanto, por que esses vegetarianos de carteirinha mudam de comportamento de vez em quando. Uma das hipóteses é a de que isso pode ter relação com alguma doença, inclusive – ou com a falta de nutrientes como ferro, sódio e alguns tipos de proteínas.

Isso sem falar, é claro, na interferência humana no meio ambiente, que não apenas acarreta fatores de crise, como alterações climáticas; como muda o habitat natural desses animais e, consequentemente, suas opções alimentares. A seguir, conheça outros animais tipicamente herbívoros cujas dietas têm mudado nos últimos tempos:

1 – Veados

Ainda que sejam animais popularmente vegetarianos, os veados parecem “pular a cerca” com grande frequência – e nesse caso, nem se trata do resultado de interferências climáticas ou de alguma carência nutricional. Não é de hoje que a ciência já sabe que veados comem peixes, coelhos e até mesmo as vísceras de outros veados.

No Canadá, durante uma série de pesquisas de ornitologia, um grupo de pesquisadores capturou pássaros e morcegos para uma experiência. As aves ficariam atadas em uma teia e depois seriam liberadas – infelizmente, não foi bem isso que aconteceu: um grupo de veados encontrou os animais presos e os devorou sem dó nem piedade.

2 – Vacas

Há alguns dias nós falamos aqui no Mega Curioso sobre o comportamento assassino de algumas vacas, que podem matar pessoas a sangue frio, sem piedade alguma. Aparentemente, outros animais também podem correr perigo perto dessas simpáticas produtoras de leite.

Ainda que prefiram comer pasto, vacas podem ser sanguinárias também – cientistas já flagraram esses animais comendo filhotes de galinhas, só para você ter ideia. Aliás, na Índia vacas são adoradas e também conhecidas pela fama de devorar frangos indefesos – nesse caso, os cientistas acreditam que a dieta carnívora pode estar relacionada com desnutrição ou alguma outra doença metabólica.

3 – Hipopótamos

É verdade que hipopótamos são gigantes, têm dentes assustadores e aparência de carnívoros, mas originalmente são animais que preferem uma saladinha a um almoço na churrascaria. Ainda assim, pesquisadores já viram hipopótamos caçando antílopes e os comendo em seguida. Esses gigantes também comem carniça e outros hipopótamos. Na dúvida, é bom sempre manter a distância.

4 – Duikers

Esses animais são pequenos antílopes típicos da África Subsaariana e, ao contrário do que se possa imaginar, esses bichinhos, que não têm perfil de caçadores, se alimentam também de carcaças, mamíferos pequenos, sapos e até lagartos.

5 – Ovelhas

Ovelhas também não têm um perfil assassino e caçador, mas alguns pesquisadores já observaram comportamentos carnívoros nesses animais, especialmente nos da ilha escocesa de Rum, onde as ovelhas têm uma alimentação predominantemente carnívora.

Nesse caso específico, acredita-se que os animais da ilha passam por alguma deficiência de cálcio e que, por isso, teriam mudado seus padrões alimentares.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.