Arqueólogos descobrem 35 pirâmides misteriosas no Sudão
640
Compartilhamentos

Arqueólogos descobrem 35 pirâmides misteriosas no Sudão

Último Vídeo

De acordo com o site Scientific American, pelo menos 35 pirâmides associadas a uma antiga necrópole foram descobertas em uma região chamada Sedeinga, no Sudão. Segundo os arqueólogos responsáveis pela descoberta, as estruturas provavelmente datam do reinado de Kush, que ocorreu há 2 mil anos.

O reino de Kush fazia fronteira com o Egito, e a construção das pirâmides provavelmente é um reflexo da influência arquitetônica — e funerária — egípcia na população local. As estruturas se encontram incrivelmente agrupadas, e 13 delas dividem uma área um pouco maior do que uma quadra de basquete.

Necrópole

Fonte da imagem: Reprodução/Scientific American

Os arqueólogos especulam que os povos que habitavam essa região construíram pirâmides durante vários séculos e, com o passar do tempo, os Kush foram preenchendo os espaços vazios do terreno com mais e mais necrópoles e pirâmides. Aparentemente, a construção dessas estruturas ocorreu até que não sobrasse mais espaço, obrigando a população a reutilizar os túmulos mais antigos.

A maior das pirâmides conta com uma base de pouco menos de 7 metros de largura, enquanto a menor, provavelmente construída para servir de sepultura para uma criança, mede menos de um metro. Nenhuma das estruturas possui teto, o que os arqueólogos atribuem à ação do próprio tempo e de ladrões de túmulos.

Os pesquisadores acreditam que no passado as estruturas eram decoradas com esculturas de antepassados e flores e, apesar da ação dos saqueadores, algumas pirâmides ainda continham ossos e alguns objetos. Entre eles, os arqueólogos encontraram uma mesa de oferendas com as figuras de Isis e Anúbis, com algumas inscrições que apontavam que a peça pertenceu a uma mulher idosa.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.