Como os cientistas fazem para definir a idade de artefatos feitos de rocha?
427
Compartilhamentos

Como os cientistas fazem para definir a idade de artefatos feitos de rocha?

Último Vídeo

Se você se interessa por arqueologia, já deve ter lido inúmeras matérias — aqui no Mega Curioso mesmo — sobre objetos, ferramentas e até monumentos feitos de rocha que contam com sabe-se lá quantos mil anos, não é mesmo? Mas, afinal, você sabe como essa datação é determinada?

O pessoal do The New York Times resolveu perguntar a um especialista — Dennis V. Kent, da Universidade de Columbia, nos EUA —, que usou como exemplo a descoberta de ferramentas feitas de rocha no Lago Turkana, no Quênia, que foram datados em 1,76 milhão de anos, para explicar os métodos mais utilizados para determinar a idade desses tipos de artefatos.

Quantos anos?

Os objetos feitos de rocha encontrados em sítios arqueológicos muitas vezes não são datados diretamente, mas têm suas idades determinadas através da análise das camadas de sedimentos presentes nesses locais. Assim, fogueiras antigas — identificadas graças à presença de carvão — e pequenas conchinhas e caracóis (que são compostos por carbonato de cálcio) geralmente são encontrados em camadas mais “jovens”.

Camadas de sedimentos no local onde os artefatos foram encontradosFonte da imagem: Reprodução/Universidade de Columbia

Esses materiais têm suas idades definidas através da datação por radiocarbono, embora esse método ofereça algumas limitações, já que o carbono 14 — o radioisótopo medido nesses objetos — “sobrevive” cerca de 50 mil anos. Já a datação de sedimentos mais antigos, que podem chegar a ter bilhões de anos, pode ser realizada através de métodos como a magnetostratigrafia e a tefrocronologia.

O primeiro método avalia a escala de mudanças nas propriedades magnéticas das rochas ao longo do tempo, enquanto o segundo permite a análise das cinzas vulcânicas presentes nas camadas de sedimentos que foram depositadas durante uma erupção. O problema nesse caso é que as erupções vulcânicas não são eventos que acontecem todos os dias, o que pode dificultar a determinação da idade dos sedimentos depositados entre as camadas.

Estimativas

Fonte da imagem: Reprodução/The New York Times

Contudo, é muito comum que os sedimentos apresentem minerais que contenham ferro em sua composição, como é o caso da magnetita, por exemplo, que funcionam como espécies de bússolas. Esses elementos mantêm a sua orientação magnética preservada ao longo do tempo, e esse dado pode ser comparado com os registros existentes, que revelam com precisão quando ocorreram as inversões da polaridade terrestre.

Dessa forma, os artefatos de rocha descobertos no Lago Turkana estavam cobertos por sedimentos que datavam de uma inversão que ocorreu há 1,778 milhão de anos, e foi essa informação que permitiu estimar a idade dos objetos em 1,76 milhão de anos.

*Publicado em 6/5/2013

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a sermos bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.