Animais causaram a primeira extinção em massa da Terra, sugere estudo
59
Compartilhamentos

Animais causaram a primeira extinção em massa da Terra, sugere estudo

Último Vídeo

Cientistas encontraram evidências de que a primeira extinção de massa da Terra aconteceu por ação dos novos organismos vivos que foram surgindo. Essa descoberta pode confirmar um papel essencial desempenhado pela raça humana atualmente, o de “engenheiros ecológicos” responsáveis por uma nova destruição em tais proporções.

A revelação aconteceu a partir da análise de antigas estruturas chamadas “ediacarans”, habitantes do “Jardim de Ediacara”, período de paz e tranquilidade que durou muito tempo até a sua extinção há aproximadamente 540 milhões de anos. O local onde foram analisados os indícios desses organismos é o mais recente conhecido sítio arqueológico de ediacaran, na fazenda Swartpunt, no sul da Namíbia.

Como não deixam fósseis, esses organismos são pouco conhecidos pelos homens, segundo afirmou o professor-assistente de Ciências da Terra e do Meio-Ambiente na Universidade de Vaanderbilt, nos Estados Unidos, Simon Darroch. De acordo com ele, os ediacarans eram formas de vida marinha passivas, imóveis e podem ser encontradas em restos fossilizados remanescentes ao redor do mundo inteiro. No entanto, diferentemente de outros animais, esses restos estão distantes uns dos outros e são extremamente escassos.

Impressões e marcas escuras de ediacarans comparadas ao tamanho de uma moeda

Assim sendo, o professor ressalta que a análise é feita de outra forma. “Tudo que nós sabemos sobre esses organismos foi tirado da análise das impressões de seus formatos na areia ou em cinzas vulcânicas”, completou, em entrevista ao site Science Alert.

Darroch também explica que as pessoas são atrasadas no reconhecimento de quais organismos biológicos são capazes de causar uma extinção de massa. Entretanto, este estudo pode mudar um pouco essa realidade.

Os engenheiros do ecossistema

Os ediacarans foram os primeiros organismos multicelulares e surgiram da evolução de micróbios, há aproximadamente 600 milhões de anos. Segundo a revelação feita pela análise recente, sua existência chegou ao fim pela ação de “engenheiros ecológicos” ou “de ecossistema”, que, explica Darroch, eram as novas formas de vida, no caso animais, que estavam surgindo.

Esses animais eram complexos e foram capazes de alterar radicalmente o meio-ambiente a ponto de fazer com que os ediacarans desaparecessem. Essas novas formas de vida que alteraram o ecossistema evoluíram e deram forma às famílias de animais marinhos que conhecemos hoje, como os vertebrados, moluscos, artrópodes, águas-vivas, entre outras.

Imagem computadorizada retrata como era o possível ambiente habitado pelos ediacarans e as novas formas de vida animal

Darroch explica que há uma forte analogia entre esses organismos surgidos há 540 milhões de anos e a humanidade no contexto atual. Isso porque, de acordo com uma matéria publicada pelo Science Alert, os cientistas afirmam que o mundo atual está caminhando para mais uma extinção em massa e os grandes responsáveis são os seres humanos. O pesquisador ressalta, então, o que essa descoberta pode revelar. “A extinção dos ediacarans mostra que a evolução de novos comportamentos pode alterar fundamentalmente o planeta inteiro, e nós somos os ‘engenheiros do ecossistema’ mais poderosos já conhecidos”.

Como os pesquisadores chegaram a essa conclusão

Analisando as impressões no sítio arqueológico da fazenda Swartpunt, os pesquisadores constataram que a diversidade de espécies de ediacarans no local era muito menor do que em outros lugares de 10 a 15 milhões de anos mais velhos. Conforme explicou o professor Darroch, a evidência revelou a existência de grande estresse no ecossistema causado pelas mudanças ambientais provocadas pelos engenheiros ecológicos.

Exemplo de impressão de ediacaran

Isso aconteceu em um período conhecido como Explosão Cambriana, e a ação desses novos organismos foi tendo os efeitos sobre a existência dos ediacarans. As mudanças tornaram cada vez mais difíceis as condições de sobrevivência dos habitantes antigos do planeta, causando a sua extinção em massa.

Concorda que os humanos são os "engenheiros ecológicos" atuais? Dê a sua opinião no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.