Ah-Shi-Sle-Pah: conheça este lugar de nome estranho e visual lindíssimo
03
Compartilhamentos

Ah-Shi-Sle-Pah: conheça este lugar de nome estranho e visual lindíssimo

Último Vídeo

Você já ouviu falar de um lugar chamado Ah-Shi-Sle-Pah? Mais precisamente, o nome do local é Ah-Shi-Sle-Pah Wilderness Study Area — ou Área de Estudo de Vida Silvestre Ah-Shi-Sle-Pah — e ele consiste em um Parque Nacional que fica no Condado de San Juan, no Novo México. Seu nome significa “lodo verde” no dialeto navajo, e área abriga desde troncos petrificados a ossos de dinossauro, assim como as estruturas que você pode ver na imagem a seguir, conhecidas na geologia como “chaminés de fada”. Veja:

Chaminés de fadaFormações rochosas de Ah-Shi-Sle-Pah (Atlas Obscura/Syabek)

Incrível, né?

Viagem à pré-história

O nome é bem esquisito e a paisagem parece de outro planeta, mas as formações presentes em Ah-Shi-Sle-Pah foram esculpidas pela natureza ao de milhares de anos. De acordo com o pessoal do site Atlas Obscura, o parque, apesar de ter um visual deslumbrante e abrigar atrações pra lá de interessantes, não é tão conhecido pelos visitantes e, portanto, não está no radar dos turistas.

Paisagem de Parque Nacional(Atlas Obscura/Syabek)

E como é que as formações presentes em Ah-Shi-Sle-Pah foram esculpidas? Segundo o Atlas Obscura, a área é composta por camadas de arenito, xisto, lamito — uma rocha sedimentar formada por silte e argila — e hulha, um tipo de carvão mineral que contém betume. Essas camadas todas foram sendo depositadas no local durante o final do período Cetáceo, há 75 milhões de anos, e foi a ação do vento, da chuva e do gelo ao longo de centenas de milhares de anos que foram erodindo esse material e criando as chaminés que se encontram ali hoje.

Formações rochosas(Atlas Obscura/Syabek)

Mas, conforme dissemos antes, Ah-Shi-Sle-Pah não guarda apenas formações rochosas. Os cientistas já encontraram fósseis de peixes, tartarugas, crocodilos e dinossauros espalhados por toda a extensão do parque, assim como inúmeros troncos petrificados de árvores pré-históricas. Assim, passear por lá é o mesmo que fazer uma viagem a um passado distante do nosso planeta.

Formações rochosas(Atlas Obscura/Syabek)

Com relação à falta de turistas— o que, em nossa opinião, não é algo realmente negativo! —, um dos fatores pode ser o fato de Ah-Shi-Sle-Pah se encontrar em uma área remota e os visitantes sejam obrigados e encarar quase 25 quilômetros de estrada não pavimentada para chegar ao local. Mas os que se aventuram a ir quase sempre se deparam com o parque completamente vazio para explorar sozinhos, o que é um baita privilégio!

Paisagem de Parque Nacional(Atlas Obscura/Syabek)

Ah! E uma última curiosidade: de acordo com o Atlas Obscura, os visitantes podem coletar plantas, moluscos, animais invertebrados e trilobitas — artrópodes marinhos — fossilizados e levar os exemplares para casa, desde que usem o bom senso e peguem poucos exemplares. O troncos petrificados também podem ser coletados (até 10 quilos), mas, já no caso de ossos de dinossauro, artefatos culturais e fósseis de animais vertebrados, aí ninguém pode tocar nos itens. Viu? Ainda bem que Ah-Shi-Sle-Pah não é muito visitado mesmo!

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.