Casal de artistas criam miniaturas de pássaros em papel
06
Compartilhamentos

Casal de artistas criam miniaturas de pássaros em papel

Último Vídeo

O casal de artistas indianos Vaishali e Nayan trabalha com recortes de papel para criar pequenas artes, coloridas e únicas. Em 2018, ambos ingressaram na sua primeira jornada com esse tipo de arte, dedicando-se diariamente aos pássaros em miniatura.

O objetivo da designer de móveis e interiores Nayan e do ilustrador Vaishali era demonstrar a complexidade e a beleza das aves. Para isso, usaram a técnica de papel em camadas, com o objetivo de dar volume às artes. Todas as peças foram cortadas com precisão, atentando-se à cada camada, e pintadas à mão, com tinta guache.

As peças que você verá abaixo levaram, cada uma, de quatro a oito horas para serem finalizadas, dependendo da quantidade de detalhes, como penas e cores. As menores chegam a medir 1,8 centímetros!

Confira-as abaixo e, de quebra, aprenda mais sobre essas espécies.

Águia americana

Foto: Arquivo pessoal

Símbolo dos Estados Unidos, o animal foi quase extinto devido à caçada esportiva e ao uso de alguns pesticidas, como o DDT. Esses químicos impregnaram nos peixes, base da dieta da águia, e causaram o enfraquecimento das suas cascas de ovo, limitando a reprodução. O pássaro tem cabeça, penas e cauda branca e tem ganhado novos integrantes com os programas de reintrodução animal.

Arara-canindé

Foto: Arquivo pessoal

Originária do Brasil, possui plumagem azul e amarela, com bico curvado, adaptado para abrir sementes duras. Podem atingir 80 anos de idade e 80 cm de comprimento. Vivem em bando, exceto na época de reprodução.

Calau-bicórnio

Foto: Arquivo pessoal

Um dos maiores membros da família Bucerotidae, medindo entre 95 e 130 cm e chegando a pesar 4 kg. O que chama mais atenção é sua espécie de "capacete" oco em formato de "U".

Beija-flor

Foto: Arquivo pessoal

O pequenino pássaro bate suas asas cerca de 80 vezes por segundo. Eles podem voar em qualquer sentido, até mesmo de ponta-cabeça. Seu bico é fino para que possa se alimentar do néctar de flores longas e tubulares. Seus pés são usados apenas para poderem se empoleirar. 

Coruja-do-nabal

Foto: Arquivo pessoal

Vivem em grandes áreas abertas, com vegetação rasteira. Alimentam-se de pequenos mamíferos, especialmente roedores. Na época de reprodução, mantêm-se ativas durante o dia e a noite.

Flamingo-rosado

Foto: Arquivo pessoal

O maior dos flamingos podem possuir penagem rosada, residindo na África e no leste da Índia, ou avermelhada, morando no oste da Índia e até mesmo na Flórida. Durante o inverno, muitos migram para regiões mais quentes, porém o aquecimento global vem "desregulando" suas migrações. São ótimos nadadores e gostam de viver em regiões onde há bastante sal na água.

Gaio azul

Foto: Arquivo pessoal

Encontrados normalmente perto de carvalhos, já que se alimentam principalmente dos frutos dessas árvores, habitam florestas, bosques e parques. Armazenam comidas na bolsa da garganta para épocas difíceis. 

Patola-de-pés-azuis

Foto: Arquivo pessoal

Os machos dessa espécie chamam atenção para os seus pés durante o período de acasalamento, dando passos altos. Vivem na costa oeste das Américas Central e do Sul e se alimentam principalmente de pequenos peixes, como anchovas.

Martim-pescador

Foto: Arquivo pessoal

Esses pássaros voam muito rápido em cima da água em busca de alimento. São extremamente vulneráveis à temperaturas baixas e poluição. Estão entre as espécies ameaçadas.

Upupa

Foto: Arquivo pessoal

Seu nome é decorrente do som que emite. A ave é o pássaro nacional de Israel e costuma usar como ninho, buracos em troncos de árvores e construções. O bico é importante para alcançarem os insetos, dos quais se alimentam, em meio à vegetação.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.