Príncipe Harry e esposa deixam a família real: o que isso significa?

Príncipe Harry e esposa deixam a família real: o que isso significa?

Último Vídeo

Na quarta-feira passada (08), o príncipe Harry e sua esposa, Meghan Markle, fizeram um anúncio que surpreendeu o mundo. O duque e duquesa de Sussex decidiram deixar de serem membros seniores da realeza britânica. Em um comunicado através do Instagram, o casal afirmou que planejam trabalhar para tornar-se “financeiramente independente” e “construir gradualmente um novo papel dentro desta instituição”.

Ver essa foto no Instagram

“After many months of reflection and internal discussions, we have chosen to make a transition this year in starting to carve out a progressive new role within this institution. We intend to step back as ‘senior’ members of the Royal Family and work to become financially independent, while continuing to fully support Her Majesty The Queen. It is with your encouragement, particularly over the last few years, that we feel prepared to make this adjustment. We now plan to balance our time between the United Kingdom and North America, continuing to honour our duty to The Queen, the Commonwealth, and our patronages. This geographic balance will enable us to raise our son with an appreciation for the royal tradition into which he was born, while also providing our family with the space to focus on the next chapter, including the launch of our new charitable entity. We look forward to sharing the full details of this exciting next step in due course, as we continue to collaborate with Her Majesty The Queen, The Prince of Wales, The Duke of Cambridge and all relevant parties. Until then, please accept our deepest thanks for your continued support.” - The Duke and Duchess of Sussex For more information, please visit sussexroyal.com (link in bio) Image © PA

Uma publicação compartilhada por The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) em

O que pode estar por trás desta decisão?

Em outubro de 2019, por meio de um documentário de TV durante a tour dos dois na África, ambos revelaram as dificuldades que enfrentavam diante do escrutínio intenso na mídia. Markle afirmou que não estava preparada para isso, mesmo depois de todos os alertas dados por seus amigos. Já o príncipe disse que cuidar de sua saúde mental e lidar com as pressões de sua vida exigem cuidados constantes. Ele chegou até comparar a situação com o que aconteceu com sua mãe, a princesa Diana. “Já vi o que acontece quando alguém que amo é tão comercializado a ponto de não ser tratado como uma pessoa de verdade”.

Jonny Dymond, correspondente de assuntos da realeza da BBC, acredita que estava muito claro que havia partes do trabalho que os dois não suportavam. De acordo com ele, Harry odeia as câmeras e fica entediado pelos cerimoniais. Meghan consegue ser mais profissional nesse ponto, talvez por já ter sido atriz, mas sua impaciência com as funções cotidianas também transparecia.

A família aceitou?

(Fonte: Getty Images/Reprodução)

A BBC descobriu que nenhum membro da realeza foi consultado antes da divulgação do comunicado, nem mesmo a rainha Elizabeth 2ª ou o príncipe William. Um porta-voz do palácio disse até que a família estava “decepcionada”.

Mas na segunda-feira (13), a rainha britânica afirmou em um comunicado apoiar plenamente o desejo do casal, mesmo preferindo que continuassem membros em tempo integral, trabalhando pela família real.

O príncipe Harry também reagiu a relatos de uma briga com seu irmão, e disse que eles estão seguindo “caminhos diferentes”.

Mesmo com o apoio, essa ainda é uma decisão sem precedentes, salvo por uma vez em 1936, quando o rei Edward 8º abdicou o trono para se casar com Wallace Simpson, uma norte-americana divorciada.

Wallace e Edward. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

E o que acontece agora?

A transição ainda precisa ser muito discutida e existem assuntos complexos envolvendo o tema. O duque e a duquesa disseram que pretendem dividir seu tempo entre o Reino Unido e a América do Norte. “Esse equilíbrio geográfico nos permitirá criar nosso filho com apreço pela tradição na qual nasceu, mas também dará espaço a nossa família para nos concentrarmos em nossos próximos passos, incluindo o lançamento de uma nova entidade beneficente”, eles afirmaram.

Reis de outro reino?

É claro que todo esse rebuliço ia gerar algumas piadas na internet, e o Burger King da Argentina não ficou de fora. Em uma parceria com a agência HOY, criaram um post com uma oferta de emprego para o casal real, afinal, como diz a publicação, eles não precisam largar a coroa para conseguir um trabalho.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.