Como Veneza foi construída sobre água e lama na Idade Média?

Como Veneza foi construída sobre água e lama na Idade Média?

Último Vídeo

Veneza foi construída à beira do Mar Adriático sobre 118 ilhas no meio da lagoa veneziana, que é composta por juncos, lama e pântanos. Juntamente com a estabilização e depois uma queda no nível do mar, a invasão dos hunos e depois dos ostrogodos na Itália trouxe os primeiros refugiados para o inóspito local. Mas foi especialmente a chegada dos lombardos em 568 na região de Vicenza, Verona, Treviso e Pádua, que desencadeou uma migração maciça em direção à costa. As ilhotas da lagoa de Veneza se mostraram invioláveis. A população romana fugiu antes do invasor, às vezes desordenada, às vezes atrás do clero e de seus líderes.

Foto: GettyImages

Em suma, o estabelecimento foi primeiro difundido, espalhado em um grande número de pequenas aglomerações, cada comunidade se separando, isolada das outras. Alguns habitats eram precários; outros pareciam estar mais bem ancorados, como em Torcello. Essa população, procedente do continente, encontrou nessas ilhas lamacentas a proteção do ambiente da lagoa em que os cavalos dos bárbaros não podiam alcançar.

A insegurança em terra seca impediu que os refugiados retornassem, e os refugiados foram forçados a formar uma nova cidade na lagoa, plantando milhares de estacas na lama e cobrindo as ilhas com piso de madeira. Foram realizados trabalhos de desenvolvimento: os bancos foram consolidados, os pisos foram drenados, casas de madeira e monumentos de tijolo ou pedra foram construídos com materiais buscados em terra firme. 

Como Veneza foi construída?

Por um longo tempo, acreditava-se que Veneza ficava em uma floresta de troncos de árvores. No entanto, isso é apenas parcialmente verdadeiro: a cidade fica no terreno arenoso e lamacento das numerosas ilhas. As fundações sobre as quais as paredes dos palácios e igrejas foram construídas são geralmente quatro fileiras paralelas de paredes perpendiculares ao canal, que foram construídas com até 80 centímetros de profundidade no solo.

Somente as fachadas do lado do canal repousam sobre troncos de árvores: para impedir que as paredes caiam, postes de três metros de comprimento, feitos de carvalho, amieiro ou choupo, foram jogados no chão, cada meio metro de distância. As lacunas foram então preenchidas com argila e lodo, formando assim uma base sólida.

Foto: GettyImages

Para impedir que a madeira apodreça, esse bloco de madeira e argila precisava estar completamente debaixo d'água. Os prédios são em grande parte feitos de madeira, calcário e tijolos de barro. Esta construção especial é tão estável que sobreviveu por séculos.

No entanto, os edifícios estão ameaçados pela água. Veneza ameaça afundar na lagoa. Porque o subsolo arenoso e lamacento das ilhas, sobre o qual estão as fundações, cede sob o enorme peso dos edifícios. A cidade afunda alguns milímetros por ano - um total de 23 centímetros nos últimos cem anos. Muitos pisos térreos não são mais habitáveis.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.