3 castelos abandonados que tiveram histórias incríveis

3 castelos abandonados que tiveram histórias incríveis

Último Vídeo

Conhecer castelos abandonados é como entrar em uma máquina do tempo. Essas construções arquitetônicas desempenharam papéis fundamentais na política de outros tempos e são modelos vivos da História.  

Símbolo de status, muitas construções resistiram ao desgaste dos séculos e ainda podem ser conferidas pelas novas gerações. A seguir, vamos conhecer as interessantes histórias de três castelos abandonados:

1. Castelo Predjama, na Eslovênia

Fonte: Wikimedia Commons
O castelo foi cenário de violência. (Fonte: Wikimedia Commons)

Além de ser o maior construído em uma caverna, este é considerado um dos castelos abandonados mais assombrados do mundo. Segundo a lenda, o lugar foi sitiado pelo barão Erazem Lueger, que massacrou os proprietários do castelo e se mudou para lá no século XV. 

Mas o Sacro Imperador Romando Frederico III era parente do nobre assassinado, o que obrigou Lueger a ficar preso no próprio castelo para fugir da vingança. 

A sorte dele é que o lugar tinha túneis secretos que permitiam que ele saísse de casa para buscar suprimentos. Um ano após o cerco, o castelo não resistiu. Lueger teria sido morto no banheiro, traído por um servo. Hoje, algumas seções da fortaleza são abertas ao público. 

2. Jahangiri Mahal, na Índia

O homenageado só passou uma noite no castelo. (Fonte: Wikimedia Commons)
O homenageado só passou uma noite no castelo. (Fonte: Wikimedia Commons)

Para celebrar a aliança entre o Império Mughal e os Bundelas, um clã de famílias nobres, o Jahangiri Mahal foi construído no século XVII pelo Rei Bir Singh Deo para um visitante especial, o Imperador Mughal Jahangir.

Porém, de acordo com a lenda, o convidado de honra só passou uma noite lá. Ainda assim, a estrutura permanece até hoje como uma das mais bonitas da região. 

3. Sans Souci Palace, no Haiti 

Fonte: Wikimedia Commons
O castelo esteve no centro de revoluções. (Fonte: Wikimedia Commons)

Um dos castelos abandonados que mais representaram a efervescência política de um lugar, o Sans Souci Palace foi construído em 1810 como a residência do Rei Christophe I, um ex-escravo que subiu ao poder após a Revolução Haitiana contra os colonos franceses.

Depois de conquistar a independência da França, Christophe foi coroado o novo rei. Mas após um derrame, o monarca cometeu suicídio e o seu único herdeiro foi morto por revolucionários. Depois disso, o Sans Souci foi abandonado e hoje é considerado um Patrimônio Mundial da UNESCO.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.