3 fotografias históricas fascinantes do passado humano

Boa parte do que nós sabemos hoje sobre o passado da humanidade foi trazido por nossos antepassados através de cliques em câmeras fotográficas. A fotografia por séculos se tornou uma das melhores formas de armazenarmos lembranças, sentimentos e até mesmo de registrar grandes tragédias.

Nessa lista, você vai poder lembrar ou conhecer algumas das fotografias históricas mais fascinantes dos últimos 200 anos. Então, dá uma olhada!

1. A controvérsia de Van Gogh

(Fonte: Fundação Van Gogh)
(Fonte: Fundação Van Gogh/Reprodução)

Marcado por arrancar uma de suas orelhas durante um surto psicótico e por ter morrido ser receber a fama que merecia, o pintor holandês Vincent Van Gogh teve apenas dois retratos tirados de si durante seu tempo na Terra: um aos 13 anos de idade e outro aos 19.

A primeira chegou a ser exibida em uma exposição no ano de 1957. Entretanto, em 2014, um show de televisão levantou uma dúvida sobre a veracidade das fotos. Através de um programa de computador, o envelhecimento entre as duas imagens foi comparado e simplesmente não batia.

Enquanto o Van Gogh Museum garante que a segunda imagem retrata inevitavelmente Vincent, muitos especialistas começaram a cogitar que a primeira fotografia, na realidade, trata-se de Theo Van Gogh, irmão do artista.

2. Dia D

(Fonte: Robert F. Sargent)
(Fonte: Robert F. Sargent/Reprodução)

Ao longo da história, alguns fotógrafos conseguiram capturar em suas lentes os terrores da guerra. Porém, poucos tiveram o mesmo sucesso que Robert F. Sargent no dia 6 de junho de 1944. 

Sargent conseguiu registrar a chegada dos soldados americanos na Praia de Omaha, um dos pontos invadidos pelos Aliados no fatídico Dia D na Normandia, momentos antes de uma das batalhas que derrubaria o exército nazista de Adolf Hitler. 

Neste mesmo dia, mais de 10 mil soldados morreram durante o conflito armado em um confronto que determinou o rumo da Segunda Guerra Mundial. O restante, bem… é história!

3. Cangurus no Egito

(Fonte: War History Online)
(Fonte: War History Online/Reprodução)

Os cangurus são animais notoriamente conhecidos como um dos símbolos da Austrália, mas houve uma época em que alguns espécimes chegaram a pisar nas terras do Egito.

Durante a Primeira e Segunda Guerras Mundiais, diversos soldados australianos contrabandearam criaturas como cangurus, coalas e até mesmo gambás para outras partes do planeta. O resultado disso é essa fotografia bizarra de um canguru sendo acariciado por um soldado em frente às Pirâmides de Gizé.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.