Seja o primeiro a compartilhar

A história bizarra do primeiro abrigo para moradores de rua

Durante o fim dos anos 1800, a cidade de Londres, na Inglaterra, passou a sofrer com um grande aumento no número de pessoas em estado de vulnerabilidade social. Com a ascensão da Revolução Industrial, as metrópoles passaram a se expandir e a forma como a sociedade era moldada também foi se alterando aos poucos.

Observando a situação caótica populacional que a cidade vivenciava, um braço da Igreja Cristã Protestante Britânica acabou formando o Exército da Salvação. Fundado pelo casal William e Catherine Booth em 1865, o grupo começou a ajudar os mais pobres e criou o primeiro abrigo para moradores de rua. Entretanto, a história é menos simples do que parece.

Dormindo em caixões

(Fonte: Pinterest)(Fonte: Pinterest)

Nessa época, os Booth resolveram inaugurar o Four Penny Coffin, também chamado de Coffin House, uma instalação onde os sem-teto poderiam pagar quatro centavos para dormir em uma cama de madeira em formato de caixão coberta por uma lona. Apesar do Exército da Salvação também oferecer camas de verdade por preços muito mais elevados, as camas improvisadas se tornaram um sucesso por serem bem mais viáveis financeiramente.

Entretanto, se ainda assim os quatro centavos fossem caros demais, existiam outras duas opções mais baratas para se passar a noite. Para aqueles que só possuíam um único centavo, era-lhes permitido sentar em um banco de madeira dentro de armazém protegido do frio de Londres — entretanto, dormir não era uma opção.

(Fonte: Pinterest)(Fonte: Pinterest)

Durante o período noturno, apenas os moradores de rua que pagaram dois centavos tinham o direto de dormir nos chamados "bancos de luxo", que eram amarrados com uma corda para que as pessoas pudessem dormir sentadas.

O fim dos abrigos

(Fonte: Pinterest)(Fonte: Pinterest)

Às 5 da manhã, os guardas do abrigo passavam pelos corredores cortando as cordas dos bancos na esperança dos sem-teto caírem no chão e começassem a esvaziar o lugar aos poucos. No dia seguinte, o procedimento se repetiria com novas pessoas.

Apesar do Four Penny Coffin soar bastante inadequado nos dias atuais, o abrigo ajudou muitas pessoas a sobreviverem aos duros invernos de Londres. Quando o Parlamento Britânico passou a pagar para tirar as pessoas da rua, porém, o Exército da Salvação aos poucos foi fechando suas instalações.

Atualmente, o grupo originalmente criado por William e Catherine continua existindo e acabou se tornando uma das maiores instituições de caridade no mundo com mais de 1,6 milhão de contribuintes colaborando em diversas causas sociais.


Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER