Palisade: a cidade que fingiu ser o Velho Oeste retratado em filmes

Como escreveu um repórter do Weekly Elko Independent: “Palisade é uma cidade extremamente monótona, onde os negócios não andam e as pessoas simplesmente rezam por tempos melhores”. 

Localizada no condado de Eureka, na região nordeste do estado de Nevada, no oeste dos Estados Unidos, Palisade é basicamente uma cidade fantasma atualmente, e nem sequer remonta sua rica história durante o século XIX com a construção da Ferrovia Transcontinental.

Foi do puro tédio que, na década de 1870, os habitantes da cidade tiveram uma ideia para se divertir: tornar Palisade em um verdadeiro velho oeste americano. Isso porque os filmes já retratavam o lugar como sendo cheio de bandidos, pistoleiros, índios nativos e gangues.

O intuito também era atender as expectativas dos visitantes que chegavam a Palisade ou passavam por ela através da ferrovia, atraindo-os para movimentar a economia da cidade. Além disso, os residentes se incomodavam com aqueles que reclamavam que o local não tinha nada do "verdadeiro" Velho Oeste Americano.

A fraude

(Fonte: Express to Nowhere/Reprodução)(Fonte: Express to Nowhere/Reprodução)

Todos os habitantes se empolgaram com a ideia e se empenharam em fazer as encenações, assim como membros locais de tribos nativas americanas e trabalhadores ferroviários. Em pouco tempo, toda Palisade estava em conluio para fazer o teatro acontecer.

Sempre que o trem se aproximava, homens, mulheres e crianças tomavam seus lugares para dar início ao show. Os nativos americanos eram amarrados e colocados na plataforma da estação de trem junto com diversos cidadãos vestidos como guardas, armados com revólveres, rifles e facões cenográficos. Muitos visitantes se escondiam sob os assentos, totalmente aterrorizados.

(Fonte: Pinterest/Reprodução)(Fonte: Pinterest/Reprodução)

Quando as pessoas visitavam o centro da cidade, havia assaltos, tiroteios, enforcamentos, sequestros e duelos corpo a corpo, bem como invasões a bares no melhor estilo velho oeste. A tribo Shoshone encenava massacres atacando homens, mulheres e crianças por toda a cidade, esfaqueando e escalpelando seus alvos. E para aumentar o realismo da dramatização, pólvora e sangue reais foram usados nas simulações com sangue de gado extraído de um matadouro local, assim como galões de sangue de vaca. As encenações poderiam durar até 10 minutos.

Conforme a notícia do que acontecia em Palisade se espalhou pelo leste dos Estados Unidos, o local ficou conhecido como "a cidade mais difícil a oeste de Chicago", exatamente a reputação que os habitantes esperavam.

Palisade se manteve por 30 anos capitalizando o entretenimento dos filmes e romances baratos de como era o velho oeste daquela época. Até que a cidade foi morrendo, à medida que a indústria de extração de minério começou a declinar, culminando no fim de suas atividades em 1961.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.