Maldição do Super-Homem: verdade ou teoria da conspiração?

Se você considerou por um momento que isso teria a ver com o personagem do Super-Homem, acertou, mas não exatamente. Não é nada relacionado à criptonita ou ao Lex Luthor, mas sim a uma série de infortúnios que os atores que entraram na pele do herói — e dos envolvidos na produção — passaram durante as adaptações da história para o cinema e a televisão.

As teorias propõem que a maldição tenha começado com George Reeves, responsável por interpretar o herói de 1951 a 1958 na série televisiva As Aventuras do Super-Homem. Ainda que a televisão como veículo fosse considerada pequena em relação à indústria de Hollywood, Reeves não deixou de se tornar um astro ao assumir o emblemático papel. Por isso, ele apareceu em mais de 40 filmes ao longo de sua carreira, até que a maldição o alcançasse.

George Reeves. (Fonte: Pinterest/Reprodução)George Reeves. (Fonte: Pinterest/Reprodução)

Em 16 de junho de 1959, um ano após o fim das gravações da série, ele foi encontrado morto em um quarto sem janelas no andar de cima de sua casa, em Benedict Canyon, Los Angeles. A morte foi considerada um suicídio, visto que sua namorada estava na casa quando ouviu um disparo, mas muitos acreditam que há mais aspectos nessa história.

A segunda vítima

Christopher Reeve. (Fonte: Galerie Prints/Reprodução)Christopher Reeve. (Fonte: Galerie Prints/Reprodução)

Em 1978, Christopher Reeve foi lançado ao estrelato ao interpretar o Super-Homem no filme, reprisando o papel até Superman IV: The Quest for Peace, em 1987. Dois anos antes, ele havia começado a praticar equitação para o filme Anna Karenina e nunca mais parou. Em 27 de maio de 1995, seu cavalo se recusou a pular uma das barras e pôs um fim a toda a sua vida de sucesso.

Reeve caiu para a frente do animal, mas suas mãos ficaram emaranhadas nas rédeas, fazendo-o cair de cabeça, quebrando sua primeira e segunda vértebras, causando uma lesão na coluna cervical que o paralisou do pescoço para baixo. Ele nunca mais foi o mesmo tendo que conviver com a paralisia.

Em 10 de outubro de 2004, Reeve morreu no Northern Westchester Hospital, em Nova York, devido à insuficiência cardíaca associada ao ferimento catastrófico de mais de 1 década atrás — isso porque durante o acidente ele ficou algum tempo sem respirar.

A sucessão de desastres

Marlon Brando. (Fonte: Vogue/Reprodução)Marlon Brando. (Fonte: Vogue/Reprodução)

Porém, a sucessão de desastres e coincidências que deram origem à maldição do Super-Homem não se restringiu apenas àqueles que interpretaram o herói, mas a todos que estiveram envolvidos na produção da história.

  • Lee Quigley, o ator que interpretou o bebê Clark Kent, morreu por abuso de solventes com apenas 14 anos, após uma vida marcada pela fama em ter sido o herói quando pequeno.
  • Três anos após dar vida à Lois Lane pela última vez, Margot Kidder sofreu um acidente de carro que a privou de trabalhar por vários anos. Após se recuperar, ela sofreu um colapso nervoso, em 1996, e foi encontrada no quintal da casa de um estranho, espancada, careca, com dentes danificados e em um estado de profundo abalo psicológico. Ela chegou a fingir a própria morte, certa de que seu ex-marido estava tentando matá-la, e acabou morando nas ruas.

Margot Kidder. (Fonte: Wikipedia/Reprodução)Margot Kidder. (Fonte: Wikipedia/Reprodução)

Marlon Brando, que encarnou Jor-El no filme de 1978, também sofreu com o rastro da suposta maldição do filme, quando seu filho Christian assassinou o namorado de sua filha Cheynne, que tirou a própria vida em 16 de abril de 1995, aos 25 anos, após perder a custódia de seu 2° filho devido a um diagnóstico de esquizofrenia. 

A maldição evaporou por um tempo, voltando em 2006, com o filme Superman: O Retorno. Kate Bosworth, responsável por interpretar Lois Lane, atribuiu sua separação de Orlando Bloom à maldição. Além disso, três pessoas que trabalharam na produção do DVD do filme ficaram terrivelmente feridas — uma foi assaltada e espancada, outra caiu de uma janela e outra de uma escadaria.

Em meio a toda essa malha de conspiração, Henry Cavill disse que não acredita em uma maldição do Super-Homem, e que os incidentes considerados como uma evidência são explicados como puro azar ou coincidências.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.