Como seria viver em Mercúrio?
239
Compartilhamentos

Como seria viver em Mercúrio?

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

A corrida espacial tem tornado a ideia de habitar outros planetas cada vez mais possível. Mas você já se perguntou como seria viver fora da Terra? E que tal em Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol?

Olha ele ali!

É verdade que as grandes variações de temperatura fazem de Mercúrio uma opção improvável de colonização por seres humanos, mas é possível saber como seria a vida por lá se tivéssemos a tecnologia necessária para suportar as condições extremas do planeta.

Mesmo hoje, Mercúrio continua sendo um dos planetas menos explorados pelo homem. Duas principais missões, no entanto, forneceram dados importantes para os pesquisadores. A primeira, Mariner 10, conseguiu observar, em 1974, a metade iluminada do planeta. Já em 2013, a espaçonave Messenger, da NASA, foi capaz de entrar na órbita de Mercúrio. Com o resultado das imagens, os cientistas mapearam completamente o planeta pela primeira vez.

Dificuldades

As fotos tiradas durante a missão Messenger mostram que o planeta possui gelo em seus polos. Apesar de esse dado ser um bom sinal, já que a captação de água seria possível, essas regiões permanecem em completa escuridão o tempo inteiro. Assim, criar bases nos polos não seria uma boa ideia.

Mercúrio em cores

De acordo com David Blewett, um dos cientistas responsáveis pelo programa Messenger, uma alternativa seria a instalação de bases próximas às regiões polares, provavelmente dentro de uma cratera. Dessa forma, a captação de água seria possível e as baixíssimas temperaturas das calotas polares seriam evitadas.

Ainda assim, quem se arriscasse a viver em Mercúrio inevitavelmente teria que lidar com as temperaturas extremas. Para se ter dimensão das condições por lá, durante o dia a temperatura pode chegar a 430 graus Celsius, enquanto à noite você teria que lidar com incríveis -180 graus!

O dia a dia com pouca atmosfera e gravidade

A primeira informação que você precisa saber é que os dias seriam longos e os anos curtos: um dia em Mercúrio equivale a 59 dias na Terra, e o ano equivale a 88 dias. Isso significa que, para completar uma órbita ao redor do Sol, Mercúrio precisa de cerca de um dia (mercuriano) e meio.

Além disso, olhar para o céu de Mercúrio seria bem diferente do que da Terra. O Sol aparece 2,5 vezes maior em Mercúrio e, se parássemos para observá-lo, veríamos o seu trajeto de outra forma: nascendo a leste e indo para oeste, com uma pausa e um pequeno retorno para leste para só então, finalmente, seguir a oeste por completo. Estranho, não?

Seria interessante

Outro ponto interessante é que, mesmo durante o dia, o céu de Mercúrio possui tonalidade preta, e não azul, como aqui. Isso acontece porque o planeta não tem praticamente nenhuma atmosfera para refletir a luz solar. Enquanto na Terra as moléculas de ar colidem bilhões de vezes por segundo, em Mercúrio a atmosfera é incrivelmente rarefeita.

Um dado curioso, é que essa falta de atmosfera também significa que as estrelas não cintilam durante a noite, quando vistas de Mercúrio. Sem atmosfera, o planeta não tem chuvas. Por esse motivo, enquanto estivesse vivendo no planeta, você não precisaria se preocupar com tempestades. Além disso, como em Mercúrio não há água em estado líquido ou vulcões ativos, você estaria a salvo de tsunamis e erupções. Parece bom, certo?

Bombardeio

Na verdade, o planeta mais próximo do Sol não está livre de desastres naturais, já que sua superfície está exposta a todo o tipo de impacto, inclusive o de asteroides, que chegam com grande força. Ainda sobre o assunto, apesar de não ter atividade tectônica, em Mercúrio pode haver terremotos por conta de forças de compressão que atuam no planeta.

Muitas crateras

E para fazer coisas simples, como caminhar e transportar objetos? Bem, Mercúrio tem cerca de dois quintos do tamanho da Terra e gravidade semelhante à de Marte. Agora vem a parte divertida: como Mercúrio possui cerca de 38% da gravidade do nosso planeta, lá as pessoas poderiam saltar três vezes mais alto e carregar peso muito mais facilmente. A má notícia é que, apesar disso, tudo em Mercúrio ainda teria a mesma massa e inércia, então sim, se alguém atirasse um objeto pesado, você poderia ser derrubado.

Outro ponto negativo de se viver em Mercúrio seria a comunicação. Fazer uma ligação ou uma chamada pelo Skype, por exemplo, seria, no mínimo, desgastante. Como demora pelo menos 5 minutos para os sinais de Mercúrio chegarem à Terra e vice-versa, você consegue imaginar quanto tempo levaria para explicar para os seus amigos como você foi parar por lá?

*Texto redigido por Andressa Neves via N-Experts

***

Você sabia que o Mega Curioso também está no Instagram? Clique aqui para nos seguir e ficar por dentro de curiosidades exclusivas!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.